Criadores de Mundos: Stephen King

Escrito por: | em 05/12/2009 | Adicionar Comentário |

Stephen King

Olá leitores e ouvintes do Grifo Nosso.

Cá estou eu novamente em nossa coluna sobre grandes autores da literatura mundial, e desta vez para falar do que é, possivelmente, o autor contemporâneo mais conhecido e influente, porque por mais que você seja leigo em literatura, se você estava vivo nos últimos trinta anos você conhece Stephen King.

Desde que eu era pequeno, conheci Stephen King como um dos maiores autores de terror que já existiram. Mas quando cresci e tive a oportunidade de ler meu primeiro livro do autor, logo vi que ele não era um escritor de um mercado só. O primeiro livro seu que li foi “O Talismã”, um livro ótimo que possui uma fantasia bastante sombria, mas foi muito satisfatório.

Desde então tive a alegria de ler muitos clássicos seus, e também descobri que inúmeros filmes que eu conhecia eram baseados em suas obras, tanto livros como contos, só para citar alguns: O Iluminado, A Espera de Um Milagre, Um Sonho de Liberdade e mais recentemente O Nevoeiro.

Mas talvez a série mais conhecida e aclamada de Stephen King seja “A Torre Negra”, uma saga em um cenário pós-apocalíptico e místico ao mesmo tempo , sempre explorando a violência e o desespero o bastante para ser sombrio sem ser exagerado.

Uma das maiores curiosidades sobre Stephen King é como ele desenvolve suas história, mudando radicalmente os livros conforme os escreve , só para dar um exemplo, o livro “À Espera de Um Milagre” começou como uma história sobre um planeta em que quando chove todos os habitantes se tornam misteriosamente canibais.

Minha crítica à Stephen King é quanto às suas descrições psicológicas que se perdem em um devaneio sombrio, (frequentemente) e se você não estiver em um ambiente propício para a imersão neste ambiente, a descrição acaba ficando tola e sem sentido.

Mas no geral suas obras rendem um bom tempo de calafrios na espinha ou pensamentos macabros, e, para mim pelo menos, isto é muito legal. Recomendo fortemente à todos, e para os de estômago fraco, fiquem com suas obras menos aterrorizantes que também são primorosas.

Principais obras traduzidas: A Coisa, O Iluminado, À Espera de Um Milagre, A Torre Negra (Sete Volumes), Saco de Ossos, Christine, Carrie a Estranha, O Talismã, Os Olhos do Dragão, O Apanhador de Sonhos, O Nevoeiro, Tripulação de Esqueletos, entre outros.

Você deve ler se: Você gosta de terror psicológico, você gosta de coisas monstruosas, você gosta de finais surpreendentes.

Você não deve ler se: Você é muito sensível para descrições macabras, você é apaixonado demais por finais felizes(não que seus livros sejam trágicos, mas o final te faz pensar e não comemorar)

Abraços

E leiam com vontade

SK

Enquanto eu escrevia isto eu ouvia: Rob Zombie –  Hellbilly Deluxe



Categorias: Criadores de Mundos
Tags: , , , , , , ,

Gustavo Domingues

Leitor inveterado e crítico mal humorado, pretende criticar todos os autores até alienar a literatura para sempre!

14 Comentários sobre Criadores de Mundos: Stephen King

  1. Pingback: Tweets that mention Grifo Nosso » Criadores de Mundo: Stephen King -- Topsy.com

  2. Andre V.H

    King é meu escritor favorito. Espero um dia conseguir ler todos os livros dele mas é difícil, pra cada um que leio ele escreve mais 3!

    O Cemitério é, de longe, o livro mais apavorante que li na minha vida mas o Gustavo tem razão quando diz que ele não é escritor de um mercado só. Nem tudo é terror.

    Uma coisa que acho interessante e que o King faz com freqüência é pegar personagens que são pessoas comuns, levando suas vidinhas cotidianas como eu e você e, de repente, jogar os coitados em situações absurdas e/ou apavorantes. Isso ajuda o leitor a imaginar como seria e o que ele mesmo faria se aquilo que acontece no livro começasse a acontecer de verdade.

    PS: Se o mundo não acabar com um ataque de Zumbis ele acaba com uma supergripe!

  3. Erika

    Oi Gustavo. Nunca li Stephen King, acredita? Na minha estante só tenho O iluminado, ainda sem previsão em minha lista de priorização de leituras :)
    No entanto, Um sonho de liberdade é um dos meu filmes preferidos e esse livro sim, ganharia prioridade em minha fila de espera. No entanto, não consegui encontrá-lo e vc não o cita na lista dos traduzidos. Realmente não o temos em português?
    Abraço,

  4. O Goblin

    Ta ai um cara que realmente não vejo graça, os livros dele são legais, excitantes, te levam para um mundo novo, tem uma ótima leitura e uma facilidade de te pregar na cadeira incrível, sem falar em cenários bem descritos, muitos livros e o que acho mais importante uma qualidade do caramba em todos os textos.

    E o fato de eu ter exatos 22 livros + a coleção Torre Negra completa e + coletâneas de conto, também não fazem dele um grande escritor… Ta tudo bem sou um fã louco pelos textos desse filho da mãe que vem roubando meu salário a um bom tempo.

    Livros que mereciam um Podcast:
    Celular
    A Casa Negra
    A espera de um milagre (Se gostaram do filme o livro é sensacionalmente melhor)
    Os olhos do dragão e
    Claro toda a coleção A Torre Negra que é o ápice dos textos dele

  5. O Goblin

    Erika,

    pelo que eu sei Um sonho de liberdade é baseado em diversos contos do Stephen King e não em um único livro, posso estar errado, vou dar uma pesquisada e se não for isso volto aqui.

    E o filme é realmente muito bom, recomendado até a alma.

  6. Issue

    Acho que dele, infelismente eu só li O Cemitério, que é mto bom…
    Meu pai que tinha os livros e talz, só que ele se desfez e eu nem sabia, na verdade eu nem sabia que meu pai gostava de ler(que vergonha).
    Ah! O podcast foi apresentado a minha mãe
    e nos ultimos 4 dias ela ouviu antes de dormir todos.
    Bjos!

  7. CGN

    Vocês tem um ótimo podcast e boas matérias! É o segundo blog sobre livros mais legal que visito aqui recentemente. Lembrando que em suma quase todas as sobras do Stephen King tem um ligação minima com um personagem ou em roteiro interligada a Torre Negra! Que não é muito o caso, mas está saindo atualmente a adaptação do que não foi contado no livro para histórias em Quadrinhos sobre a vida do Jovem Roland, antes de se tornar o Lendário Pistoleiro!

    Só esqueceu de Citar o Filme e Livro da Carrie, que foi o primeiro Best-Seller dele! E o Primeiro Filme do John Travolta ( Penteado Anos 80 total, mesmo sendo de 76 já era escroto ! )

    __

    No caso já que precisam de livros curtos para gravar seu podcast, aqui vaí uma dica, mesmo que nõa cheguem a gravar tem um livro chamado Sangue e Chocolate, que fala sobre Lobisomens de um clã mais nobre de certa forma. Infelizmente é muito dificil de se encontra-lo em Português.

    Parabens para todos os redatores, o Site é ótimo.

    Atenciosamente, CGN

  8. Issue

    Me pergunto qual o outro podcast de livro ele se refere…

  9. Issue

    Ops… blog*
    Não podcast, blog ¬¬

  10. O Goblin

    Issue, ele se confundiu, na verdade ele queria falar do Goblin, mas o Goblin não fala de livros, um erro comum já que o Goblin é o melhor blog de RPG já encontrado acima ou abaixo deste planeta.

    Agora falando serio, muito tenho andando por essa internet a procura de conteudo relacionado e feito da forma do Grifo Nosso, mas realmente nao encontrei, creio que o pessoal do Grifo nao vai achar ruim, entao por favor nos indique este outro blog.

    Mas já aviso logo eu participo da campanha “Eu NÃO leio blog feio!”, abraços e fico no aguardo.

  11. Dani Toste

    Vou entender esse “Eu NÃO leio blog feio!” como um elogio subliminar pelo layout do grifonosso.com ahuahuahuahua.

    Será que ele não estaria falando do “papo na estante” (paponaestante.com.br)? é o único outro podcast/blog sobre literatura que eu conheço.

  12. CGN

    Exatamente, o Papo na Estante. Mas que podemos enxergar a grande diferença entre os dois podcasts, sendo o Papo na estante feito por pessoas que geralmente trabalham com literatura de alguma forma, são pessoas mais velhas de fato discutindo geralmente temas, não livros. Enquanto o Grifo Nosso, são Jovens estudantes de Direito no maior estilo Curtindo a Vida adoidado em cada episódio.

  13. O Goblin

    Resumindo o que o CGN disse,

    O Papo na Estante leva as coisas mais serio, são mais concentrados nos temas e etc, ou seja na minha opinião chatos (Eu pelo menos escuto podcasts como diversão, entao quero ver gente escrotizando geral)

    O GriffoNossoCast tem o diferencial de ser divertido e descontraido, não tem aquela obrigação de ser perfeitos em temas historicos, filosoficos ou qualquer outra coisa… Com eles damos risadas e etc, inclusive sobre “O Menino do Pijama Listrado” achei sensacional rirem e fazer piadas com o tema do holocaustro, é isso mesmo afinal a vida “real” já é seria e pratica o suficiente para chegarmos aqui e ter mais seriedade, mais papos cabeças e chatos.

    Enfim, diversão é o que há. Abraços e que esse Griffo voe longe.

  14. Melissa

    Stephen King é sensacional. Não tem nem o que dizer. Okay, às vezes sou meio franguinha e fico com medo, mas as descrições psicológicas dele me deixam super presa à história. Meu favorito é “A Torre Negra” apesar de eu já ter feito alguns trabalhos sobre “O Iluminado”.

Adicione um comentário