Review: O Herói Perdido

Escrito por: | em 31/05/2011 | Adicionar Comentário |

O Herói Perdido, de Rick Riordan, é o primeiro livro (da editora Intrínseca) da saga “Os Heróis do Olimpo” continuação de sua bem sucedida série “”Percy Jackson e os Olimpianos” (a qual já dedicamos dois podcasts: O Ladrão de Raios e Mar de Monstros).

Desta vez não temos Percy como o principal, e ao contrário da série anterior, onde a narrativa é em primeira pessoa, esta série é narrada em terceira pessoa mas com um foco alternando entre três personagens: Jason, Piper e Leo.

Jason, Piper e Leo.


Leo é um filho de Hefesto, Piper é uma filha de Afrodite e Jason é um filho do aspecto romano de Zeus, Júpiter. A história segue estes três heróis que são levados até o Acampamento Meio-Sangue por Annabeth.

Percy está desaparecido e os Deuses não se comunicam com seus filhos há mais de um mês. Algumas profecias e visões convenientes depois (pois o enredo de Riordan só se desenrola com sonhos e profecias, sendo que cada personagem têm pelo menos dois sonhos reveladores ao longo da história), eles partem em missão para salvar Hera, que foi aprisionada por Gaia, para usar sua energia e reerguer o rei dos gigantes.

A antiga saga usou a história da guerra dos Titãs e a nova conta a Gigantomaquia, a guerra contra os gigantes criados por Gaia, que quis destronar Zeus após a derrota dos Titãs.

Jason é um legionário romano, quase que literalmente, tendo inclusive uma tatuagem de legionário. Jason teve sua memória roubada por Hera, que só irá devolvê-la quando for conveniente. Ele assume a liderança naturalmente, é calmo, concentrado e racional. É um personagem interessante que contrapõe a infantilidade original de Percy, que confiava mais em seus poderes de semi-deus do que em sua inteligência. Jason têm uma moeda mágica, assim como Percy tinha a caneta, mas a moeda pode se transformar em mais armas diferentes.

O garoto relâmpago, porque não podemos deixar de ter um filho de Zeus.


Piper é o interesse romântico de Jason. Com grandes poderes de convencimento dados por sua mãe, sendo que é útil em muitos momentos ao grupo. Piper é filha de um astro de cinema (aparentemente um Gerard Butler indígena) que foi sequestrado por um dos gigantes e sofre o tempo todo por causa de sua natureza conflitante com a posição de filha de Afrodite e, na minha opinião, ela é o ponto dramático do livro, o que é muito chato. Piper está armada com a adaga de Helena de Tróia e com conhecimentos obscuros de mitologia grega sob o pretexto de ter pesquisado muito para um filme de seu pai.

A filha chorona, embora útil, de Afrodite.


Leo seria Grover no trio original? Não. Leo é talvez o personagem mais útil. Com poderes de construção ele é o dono do dragão de bronze que transporta o grupo, chamado Festus, além de possuir um dom raro entre os filhos de Hefesto, imunidade e poder sobre o fogo. Leo é um lança chamas combinado com um lança granadas e acompanhado por um tanque de guerra dracônico. E ele também têm um cinto do Batman, isto é, um cinto mágico de utilidades do qual pode sair quase qualquer coisa.

O Batman grego, no Batmóvel grego.


A história é previsível e muito dependente de visões e sonhos, mas o livro ainda é muito divertido. Graças à adição do elemento romano, existem novas criaturas e personagens que não pertencem à mitologia grega, mas sim à romana. Um exemplo é Licáon, rei de Arcádia, transformado por Júpiter em um lobo após servir crianças em um jantar ao deus (é do nome de Licáon que vêm Licantropo, então ele é o primeiro lobisomem).

O livro também serviu para eu escolher minha tatuagem.


É o estilo e fórmula pronta de Rick Riordan, mas vale a pena conferir só para ver como ele usa uma infinidade de figuras mitológicas em uma saga moderna.



Categorias: Review: Literatura
Tags: , , , , , , , , , ,

Gustavo Domingues

Leitor inveterado e crítico mal humorado, pretende criticar todos os autores até alienar a literatura para sempre!

8 Comentários sobre Review: O Herói Perdido

  1. Renan MacSan

    Gustavo,
    Diz a verdade, foi esse livro que fez você escolher a tatuagem ou Gladiador???

    Hehehe, agora sério, pensei em fazer a mesma tatuagem SPQR lá no começo dos anos 2000, e então pesquisei sobre ela. Descobri que dizer que essa é uma tatuagem de legionário é uma incorreção histórica.

    Poderiam sim haver alguns poucos com essa tatuagem, mas não era tradição nenhuma, e pelo contrário, a cultura romana achava que ter o corpo marcado era coisa mais de escravo. Li que talvez essa tatuagem fosse na verdade uma colocada em escravos, já que significariam que eles pertenciam ao Senado e Povo de Roma.

    Enfim, foi uma pesquisa feita na minha adolescência, portanto acho que você deveria dar uma pesquisada a fundo, pois talvez seja um erro bem difundido.
    Li um livro específico de legiões chamado A Legião de César, e em nenhum momento o autor cita isso, embora cite todos os aspectos da vida dos legionários.

  2. Gustavo Domingues

    Estou brincando Renan, não faria tatuagem, mas é engraçado pensar que o autor cometeu uma gafe dessas, tendo um personagem escravo.

  3. vinicius

    a muito boa a review parabens
    o meu livro ja chego aki em casa bonitinho, sou fan do rick riordan, tenho toda a serie do percy, to comprando a seire do kane, tenho a tequila vermelha, e agora essa nova, adoro as series dele, mais vo terminar de ler o excelente “batalha do apocalipse” antes de ler ele
    ótimo site parabens

  4. Artemis

    Aí amei o blog, diz bastante coisa sobre o Herói Perdido (uma ótima série) parabéns belo blog!

  5. pedro

    Piper não é uma “filha chorona de Afrodite” é uma menina corajosa como Selena e Annabeth, por favor nao diga isso ela ague-
    ntou o pai seu pai sequestrado muito bem

  6. bella

    este livro é ótimo e piper não é tão dramática assim ela e um heroína como os outros personagens é corajosa ou pelo menos mais corajosa que vc ao demostra isso no livro !!!!!!!!!!!!!!

  7. Sofia Mary Oliveira

    Eu adorei o livro, tanto que já reli umas 3 vezes, e quero tanto que a Piper e o Jason fiquem juntos, são um casal perfeito, uma filha de Afrodite que não é obcecada pela beleza por fora, e um filho de Zeus no aspecto romano, muito poderoso. PiperS2Jason

  8. Sofia Mary Oliveira

    E também concordo com Pedro e Bella, Piper não é chorona e nem tão dramática, é corajosa, forte e bonita tanto por dentro, quanto por fora, você deveria reavaliar isso, mas ainda assim, adorei o blog. Bjos.

Adicione um comentário