Notícias Subterrâneas: Semana 39

Escrito por: | em 02/07/2012 | Adicionar Comentário |

Olá a todos! Começando a trigésima nona edição das Notícias Subterrâneas, na qual cobriremos os lançamentos de fantasia e sci-fi de 24 a 30 de junho. Estou menos atrasado do que parece, porque de agora em diante o horário padrão para as postagens é algum momento da tarde de domingo, não mais de sábado, visto que não conseguia mais acabar a tempo. E como ontem fiz aninhos (Céus, estou velho!) acabei me atrasando ainda assim. Mas, o importante é que cá estamos com mais lançamentos. Todos a bordo do vagão executivo da Transubterrânea!

PS: como o sempre dedicado tradutor da série Wiedzmin, ou “A Saga do Bruxo Geralt de Rivia”, Tomasz Barcinski nos avisou, A Espada do Destino, o segundo livro da série, foi lançado na semana passada.

Lançamentos Americanos

The Craw Trilogy, livro 3: Lord of Slaughter (M.D. Lachlan)

lord of slaughter

Estou de olho nesse há tempos. Começando em Wolfsangel, o épico Viking que reconta os mitos nórdicos sobre lobisomens e ainda mais marcantes, sobre Fenrir. Mas ainda não li Wolfsangel (livros demais, tempo de menos). Como não pretendo tomar spoilers colossais logo de cara, ainda sem ter lido o primeiro livro, mantive-me longe de reviews completas e só conferi notas e primeiras impressões. Desde Wolfsangel muitas reviews dizem que a série é pesada, sinistra e muito descritiva (a bem da verdade, tudo que espero de um épico nórdico) além de diversas vezes confusa pela quantidade de detalhes. Leitores de fantasia épica, cuspam nas reviews que falam que há muitos detalhes em um livro! Agora, em Lord of Slaughter, as reviews positivas continuam sendo positivas por isso e as negativas também são negativas exatamente por isso.

A sinopse básica, claro. Após a apresentação do cenário em Wolfsangel, os conflitos religiosos e o cerco a Paris em Fenrir, Lord of Slaughter gira em torno da chegada do Ragnarök enquanto os vikings fazem cerco a Constantinopla. Foram longe no ácido. De qualquer forma, The Craw Trilogy ainda me interessa, com sorte lerei ainda no desenrolar deste ano.

Também disponível para Kindle

The Outcast Chronicles, livro 1: Besieged (Rowena Cory Daniells)

besieged

Começando a falar de uma trilogia com um mês de intervalo entre o lançamento de cada livro. Vejo um belo trabalho pela frente, e não estou falando de beleza.

Lá vamos nós. Cenário com premissa genérica, os humanos capazes de usar magia, os Místicos, são perseguidos pelos Verdadeiros Homens, aqueles sem acesso à magia. O rei Charald, amaldiçoado com um filho meio-Místico, declara cerco à Cidade Celestial, último refúgio dos Místicos. Sorne, o príncipe mestiço, tem visões de massacres de Místicos e mestiços, levando-o a uma crise de consciência frente às decisões de seu pai. E Imoshen (a primeira protagonista da série), uma Mística treinada como guerreiro, precisa unir as irmandades masculinas e femininas de Místicos para tentar resistir ao cerco de Charald.

Pff, já vi isso antes. Algumas dezenas de vezes. Mas vejamos como o sistema de magia é desenvolvido. Um sistema de magia complexo é sempre um upgrade tremendo em um enredo batido.

Também disponível para Kobo

Widdershins, livro 2: False Covenant (Ari Marmell)

false covenant

Não sei se alguém se lembra sequer superficialmente de um livrinho chamado Thief’s Covenant sobre o qual comentei de uma forma mais ou menos negativa (se me lembro bem) não muito tempo atrás. Será que foi mesmo negativa?

Ah, encontrei. Quem diria? Foi positiva.

 Demorou muito pouco para sair um segundo, algo razoavelmente preocupante. Adrienne Satti, vulgo Widdershins, ex-aristocrata, atual ladra, mais de meio ano após os eventos de Thief’s Covenant parece ainda sofrer dos mesmos problemas: inimigos na Igreja, inimigos na Guarda de Davillon, inimigos em sua própria guilda de criminosos. E agora há uma entidade caótica e maligna vagando pelas ruas noturnas de Davillon.  Ou seja, mais 250 páginas de ação e aventura e todo o resto que podemos esperar de um livro curto com essa sinopse. Todos gritem de alegria, exceto que não. Ainda acho interessante a ideia de que o único aliado de Widdershins seja um Deus em que só a própria Widdershins acredita, mas no resto é infanto juvenil demais.

Também disponível para Kindle

Sancti Trilogy, livro 2: The Key (Simon Toyne)

the key

Sequência de Sanctus, um livro sobre, pasmem, conspiração e religião. Cultos secretos reclusos em cidades-estado perdidas são um tema sempre bem vindo, não? Bom, nos últimos tempos talvez bem vindo até demais, alguém mais cansado do Dan Brown?

Sanctus até que pareceu interessante. O cenário ao fundo é um em que a mídia vira todos os holofotes para um homem escalando uma montanha na Turquia onde fica a Cidadela, um reduto para os Sancti, uma ordem ancestral de monges que até o momento vivia discretamente com suas conspirações globais. Em The Key, a jornalista Liv Adamsen, vulgo a protagonista, após escapar de sua prisão na Cidadela, acorda em um hospital com algumas manchas brancas em sua memória. Ou melhor, muitas manchas brancas. Agora, com as vozes em sua cabeça anunciando que ela é a Chave (sempre ouça as vozes da sua cabeça, não é mesmo?) Liv parte em busca do local onde a vida começou, e em seu encalço há logicamente um super mercenário sírio e os Sancti.

Certo, não é bem um Dan Brown, mas me lembra bastante do Raymond Khuory. Também estou saturado de livros como os dele, infelizmente.

Também disponível para Kindle e Kobo

Omnibus da Semana Obsidian & Blood (Aliette De Bodard)

Obsidian & Blood

Omnibus de uma trilogia, com novecentas páginas. Olá, trilogia de ficção/fantasia histórica sobre os astecas publicada pela Angry Robot, dizem que você é brutal, complicada e confusa, então acho que pode ser meu tipo de trilogia.

Lendo algumas críticas descobri algo que eu não imaginaria a princípio sobre Obsidian & Blood. O primeiro livro é um romance policial histórico e os outros seguem uma linha parecida de assassinatos e mistérios.É uma escolha peculiar de tema. Tratando da mitologia e da história asteca há muitos campos para onde o autor poderia se estender, mas escolheu falar de um Clérigo dos Mortos resolvendo enigmas.

Curioso. Não tinha previsto esse enredo quando vi a capa.

Mais curioso ainda, comecei a lista da semana falando de uma fantasia histórica sobre nórdicos e acabei falando de uma fantasia histórica com críticas semelhantes, mas sobre os astecas. E não foi intencional

Estou Lendo

Foi uma semana consideravelmente produtiva. Li mais cinquenta páginas de Mago e Vidro, mais cem do Cinco Luas, comecei a devorar uma coletânea de contos e poemas de Solomon Kane (descobri que gosto muito mais dele que do Conan) e acabei The Well of Ascension.

The Final Empire foi uma experiência interessante, pois ao mesmo tempo em que mostrava todos os clichês possíveis de fantasia, dobrava-os para um formato de história de assalto e por fim tinha algumas discussões muito boas e inversões inesperadas de papeis. The Well of Ascension foi ao mesmo tempo muito mais do mesmo e uma grande golfada de ar fresco em na trilogia Mistborn. A história é de um cerco triplo à capital do Império Final, Luthadel, e tenho que admitir, jamais tinha lido uma história com tantos cercos simultâneos. Mas apesar de algumas novidades e de fugir de muitos clichês enquanto torce outros, o resultado foi… ah, vou escrever um review da trilogia depois que acabar The Hero of Ages. Continuo minha maratona de Brandon Sanderson.

Sem novidades de Cinco Luas essa semana, Ronaldo, ha! Pretendo acabar Mago e Vidro até o próximo domingo.

Obrigado a todos por estarem aqui sem ancinhos. Amo não ser ameaçado de morte por meus atrasos.

Deixem seus comentários, o que acharam dos lançamentos, o que estão lendo, considerações, lançamentos nacionais que esqueci ou não cheguei a ver e façam também parte de nosso periódico subterrâneo!

Fico por aqui, mas hoje temos novamente menções honrosas!

Menções Honrosas

cnnibal reignexiledspin the skyRasputin's Bastards



Categorias: Notícias Subterrâneas
Tags: , , , , , , , , , , , ,

Lorde Worth

Caçador de Hobbies exóticos, leitor obsessivo e jogador compulsivo.

3 Comentários sobre Notícias Subterrâneas: Semana 39

  1. Ronaldo Cavalcante @RonaldoCav

    Hello!!! Essa semana está muito boa ou é impressão minha?
    “Todos a bordo do vagão executivo da Transubterrânea.” hahahahaha… eu mereço, viu? PIUIIIIIIIIIII!!!!

    Adoro essa palavra… Slaughter!!! Tanto pelo sentido como pela sonoridade… é muitas vezes mais forte do que qualquer tradução. “Diversas vezes confusa pela quantidade de detalhes” … Já ouvi muito isso e geralmente de pessoas que não são muito acostumadas com ficção. Quero muito ler esse… mas primeiro devo procurar o primeiro.

    Com certeza Besieged é meu tipo de leitura… espero não me desapontar. Esse lance de usuários de magia e não usuários está sendo bem retratado em Avatar, a lenda de Korra.

    Chegando no terceiro livro vejo que o Sr. Worth pegou realmente as melhores capas kkkkkkkkk Cada uma melhor do que a outra… inclusive teve um lançamento da Novo Século que tem uma capa legal e um enredo engraçado, se não me engano o título e Bendito, Maldito … tem duas capas até… bem legal. Ia te mandar por twitter mas acabei esquecendo. Enfim… não gostei muito desse Besieged.

    Ai que preguiça desse The Key…Dan Brown piscando em néon in my vistas.

    Obsidian and Blood parece maaaaaaaassa!!! Será que temos que ler os outros livros? kkkkkk queria só esse.

    Tive uma palestra muito produtiva com James McSill sobre clichês, Sr. Worth… Não me lembro de Final Empire ser citado… mas o foco foi realmente esse, usar o clichê de forma mais criativa. As pesoas procuram mais do mesmo, ou querem algo totalmente novo (geralmente mudam de tema literário) elas sabem que vao encontrar clichês, mas querem ser surpreendidas… esse é o diferencial.

    Não vou mais falar o que estou lendo, pq não estou lendo nada, leitura pausada por motivos maiores (escrevendo, editando, jogando Magic the Gathering no meu ipad novo).

    http://editoranovoseculo.com.br/produtos_descricao.asp?lang=pt_BR&codigo_produto=676&codigo_marca=0 eis a capa q mencionei acima. Abraços…. eeeeei, não entendo como não tem milhões de comentários aqui…. temos q divulgar mais, sr. Worth.

    • Lorde Worth

      Muito atrasado mas estou aqui.

      Nossa, ainda nem cheguei perto d’A Lenda de Korra. Acho que vou demorar ainda mais alguns meses até assistir alguma parte, mais ou menos como fiz com o primeiro.

      Eu deixei esse Bendito – Maldito passar completamente. Se tivesse visto teria comentado nesse post. Obrigado por avisar, Ronaldo.

      Ah, o Obsidian and Blood é a coletânea da trilogia toda, hahaha. Inclui os três livros já.

      Ora,ora, palestra com James McSill? Sinto que a continuação do Cinco Luas ganhou um upgrade aí (preciso voltar ao primeiro, aliás). E a história do clichê dá uma longa discussão, imagino que foi uma palestra realmente positiva =D

      Putz, faz uns longos meses que não jogo magic, hoje em dia só compro boosters para roubar ideias para campanhas de RPG hahaha.

      Assim que resolver o problema de meus atrasos gravíssimos começarei um marketing de guerrilha violento pela podosfera para atrair mais leitores. (caminhando em direção ao sol poente com uma expressão determinada).
      PRECISO DE MAIS COMENTÁRIOS!

      • Ronaldo Cavalcante @RonaldoCav

        Hahahaha… como sempre divertido!!!

        Obsdian and Blood on my list nooow!!!

        Foi ideia do James McSill colocar o tempo verbal do livro para o presente… dentre outras dicas ^^

        Incrível como Magic é inspirador, né? kkkkkk

        Conte comigo para a divulgação. abração!

Adicione um comentário