Notícias Subterrâneas: Semana 53

Escrito por: | em 07/10/2012 | Adicionar Comentário |

Calmamente estacionando o transubterrâneo para a quinquagésima terceira semana das Notícias Subterrâneas. Cobrindo a semana de 1 a 7 de outubro de lançamentos literários de fantasia, terror e ficção científica. Ou melhor, a semana  de ficção científica, terror e fantasia, em ordem de relevância presente. E, ei, estou novamente sendo pontual.

Acordos da casa (que-estão-aqui-para-leitores-novos-não-lincharem-o-anfitrião): sem dragões e elfos caso não seja um livro muito recomendado; há mais livros americanos/britânicos que brasileiros na lista quase sempre pelos fatos de (1) o mercado editorial americano ser mais dinâmico que o brasileiro e (2) a divulgação – americana e britânica – de datas de lançamentos ser mais confiável e ampla que aqui; comentem no final, sou um vampiro de atenção; não levem meu sarcasmo a sério.

Lançamentos

Ring of Fire, livro 15: The Papal Stakes (Eric Flint & Charles E. Gannon)

Papal Stakes

Não só parece fazer pouco tempo desde que falei de 1632, realmente faz pouco tempo que falei de 1632. Cinco meses? Talvez menos. Ainda assim, aqui está mais um livro para a extensíssima série Ring of Fire.

Para informações mais detalhadas sobre por que a série é interessante e merece sua atenção momentânea: http://www.grifonosso.com/2012/06/noticias-subterranea-semana-36/ Por enquanto vamos nos ater à sinopse básica: a série Ring of Fire fala de uma história alternativa, uma uchronia, em que uma cidade americana moderna foi mandada para o início do século XVII.

Em Papal Stakes, embaixadores do futuro, piratas, assassinos e soldados colidem em um conflito entre o Papa Alexandre VI e o Papa Urbano VII. Ora, um papa fugindo pela Europa com todos os anos de ofício clerical pesando nas costas já seria uma história interessante per si, com o conflito anacrônico entre Grantville e o Vaticano a ideia parece melhor ainda. Sou suspeito para falar, a série me interessa bastante, está inclusive na minha lista de compras próximas.

Fair Coin, livro 2: Quantum Coin (E. C. Myers)

Quantum Coin

Antes que comentem, sim, apareceram muitos livros de ficção científica com o Quantum no título recentemente. Está na moda, o que fazer? Se eu fosse tirar todo livro que tem um título da moda da lista, dificilmente falaríamos de qualquer história steampunk.

Quantum Coin está na lista, portanto, e será comentado, embora tenha uma ideia menos interessante que Quantum Thief, o último Quantum-book comentado. Ou menos interessante que a maior parte dos livros de ficção-científica que comentamos. Ou muito previsível e já explorada à exaustão antes. Enfim, quero falar sobre Quantum Coin apesar disso. Ou não, é uma sequência, vamos falar antes de Fair Coin.

Em Fair Coin, Ephraim Scott encontra em um outro-eu morto uma moeda que ao ser jogada vaza efeitos de universos paralelos no inicial de acordo com os desejos do portador. E de acordo com sua sorte. Um desejo feito à moeda pode dar tanto “muito certo” como “apocaliticamente errado”. De alguma forma isso parece mais sinistro que o típico preceito “o desejo nunca dará certo da forma como você quer, sem consequências negativas”. Talvez porque algo possa sim dar muito certo.

Claro que mesmo o que deu muito certo no livro anterior começa a dar muito errado em Quantum Coin, o que faz com que Ephraim seja visitado por um outro-eu da sua namorada. E agora, após um livro distorcendo sua própria vida, Ephraim precisa ir a outros mundos para descobrir uma solução a seus problemas mais urgentes.

Star Kingdom (Honorverse), livro 2: Fire Season (David Weber & Jane Lindskold)

Fire Season

Aquela raridade que é um livro totalmente infanto juvenil aparecendo na lista. E nem é um daqueles que aparentemente podem ser apreciados por qualquer faixa etária, é mesmo infanto-juvenil. Mas é o tipo de coisa que anos atrás eu talvez tivesse aproveitado ler (gosto de livros com gatos), portanto deixo a dica. E também porque é uma história que se passa em um universo de uma outra série adulta bem popular.

Nos  atualmente 13 livros de Honorverse, David Weber conta uma história supostamente madura de ficção científica militar. “Conta”, ainda estão saindo livros, inclusive pulei o lançamento de um deles recentemente. Nenhum remorso quanto a isso. Já Star Kingdom é uma série spin-off sobre a vida de uma ancestral de Honor Harrington, Stephanie Harrington, a primeira humana a fazer contato com a raça alienígena dos treecats.

Treecat = gato alienígena telepata altamente inteligente com habilidade de forjar laços empáticos com outros seres sapientes. Até o momento da série Star Kingdom todos vivem em uma reserva florestal sem que os humanos se deem conta disso. E por acaso o da protagonista chama-se Climbs Quickly. Bem auto-explicativo, não? E não para por aí, o título do livro é ainda mais alto explicativo: Fire Season. Nada mais a declarar.

Between Two Fires (Christopher Buehlman)

Between Two Fires

Não me interessou em nada até ler que é uma história de terror. Então tudo mudou de figura. Enquanto Between Two Fires era uma história de fantasia histórica sobre uma idade média em que de fato havia anjos e demônios em conflito, não parecia lá muito curioso. Quando isso vira uma história de horror…

Thomas, sem sobrenome, é um cavaleiro desonrado vagando pela Europa de 1348. No seu caminho surge uma órfã da peste negra, dizendo que ouve mensagens sobrenaturais e precisa chegar a Avignon. Claro que a garotinha irritantemente inocente não é bem quem aparenta e surgem outras coisas no caminho. Mas, como já disse, é uma história de horror, a princípio. E a Idade Média é um campo irritantemente fértil para horror. A isso somem as ideias maniqueístas da época. Certo, eu bajulo livros de ambiguidade moral que querem provar como tudo é cinza. Exatamente por isso me interesso por Between Two Fires, pegar uma situação em preto e branco (inferno X céu), mostrá-la por um personagem cinza (um cavaleiro renegado) e tentar novamente classificá-la em preto e branco. Afinal, de que lado está a garotinha?

E mais dois livros sobre os quais não tenho grandes comentários

The Tainted CityThree Parts Dead

Estou Lendo

Na verdade progredi muito pouco em minhas leituras. Cloud Atlas continua uma obra fascinante, mas agora penso que isso é mais por uma questão estilística, a maior parte dos personagens são pouco impressionantes (embora Robert Frobisher possa carregar todo o livro nas costas) e as histórias em si, analisadas fora da estrutura genial e do conjunto, são bem medianas. Não entendam errado, ainda acho o livro fantástico e uma das melhores coisas que li em muitos meses, mas não estou impressionado pela história ou pelos personagens no geral. E estou perto do fim de Hero of Ages, sem dúvida o melhor livro do Brandon Sanderson até o momento.

Agora é a vez de vocês, deem suas opiniões sobre os livros e o que estão lendo.

E parabenizem minha pontualidade, por favor.

Até em breve e vão em paz!



Categorias: Notícias Subterrâneas
Tags: , , , , , , , ,

Lorde Worth

Caçador de Hobbies exóticos, leitor obsessivo e jogador compulsivo.

Comentário sobre Notícias Subterrâneas: Semana 53

  1. Guto Vissoci

    Grande Sr. Worth! Estava sentindo saudades de dicas diferentes de leitura… ainda bem que voltaram as notícias subterrâneas regulares.
    Eu estou começando a acompanhar as aventuras dos americanos perdidos no século 17: Já li 1632, 1633 e Ring of Fire (coletânea de contos), com outros dois a postos, esperando o fim do ano para voltar àquele Universo (afinal, é sempre bom uma variada). Estou abismado com o quanto gosto dessa série. A idéia de explorar da forma mais realista possível essa premissa maluca. Certamente, vou ler até o fim!

    Os demais parecem interessantes, mas mais me interessou a série do Honor Harrington, que gerou o Spin-Off mencionado na coluna. Tá, isso só porque David Webber é um dos que mais contribui com os livros do Eric Flint (co-escreve 1633, p.ex.)… estou um tanto obcecado, admito. Será que essa série (Honor Harrington) é boa? Já leu algo, Lord Worth?

    No mais, vale notar que grande mentes pensam igual: Cloud Atlas está no meu próximo pedido da Amazon. Ainda bem que parece uma grande experiência.

    Agora, agora, estou lendo uma coisa diferente: Mansfield Park, de Jane Austen. Bom, como já mencionei, é sempre bom variar. E a mulher escreve bem. Fazer o que?

    Abraço!

Adicione um comentário