Lord of the Samples: Elisha Barber (E. C. Ambrose)

Escrito por: | em 05/08/2013 | Adicionar Comentário |

 

Olá! Lord of the samples no ar, hoje falando da sample de um livrinho discreto publicado em meados de julho: Elisha Barber (disponível para kindle e kobo). Primeiro, preciso citar que esse é o livro de estreia do autor, e o início de uma série. Sempre que levamos informações como essas em conta, creio que imediatamente assumimos que (1) o estilo não será muito polido, (2) o autor estará muito ansioso para atrair atenção e (3) muito ficará sugerido e pouco será explicado. Sim, sim e sim, a sample teve tudo isso!

Resumindo a sinopse, Elisha é um barbeiro cirurgião, a casta mais baixa da classe médica, que sofre com uma breve sacanagem do destino e é mandado para a guerra. E tudo se passa no século XIV. Ficção histórica? Nem tanto, em algum momento entra em cena magia negra, embora eu não veja bem como isso se encaixará no que li. A sample em si é bem curta, mas faz sentido que assim seja: há nela somente a cena da grande tragédia de Elisha. Foi chocante. E Ambrose teve consciência de que com descrição mínima a parte macabra em si ficaria mais chocante. Fazendo um paralelo com The Red Knight, que descreve a sanguinolência de forma enciclopédica, afirmo que a escolha foi a melhor possível: em Elisha Barber o que nos interessa é o efeito da violência sobre o protagonista, não as reverberações no enredo.

Elisha em si ainda é uma incógnita. Pela sample sabemos que ele é justo, caridoso, um pouco impetuoso e incapaz de se calar frente a algo desagradável. Nada muito impressionante – um modelo “herói vingador” típico – ou decepcionante, mas creio que os fatos históricos sozinhos, a posição social de barbeiro cirurgião,  podem tornar o personagem interessante. Os detalhes históricos parecem bem colocados. Novamente, não é nada enciclopédico e ainda assim não peca por falta de precisão. Vemos o horror do hospital medieval de relance, o tipo de técnica dos cirurgiões e o preconceito contra Elisha por sua posição social.

No mais, as poucas páginas da sample foram corridas, muito ansiosas em se mostrar e com um estilo ainda indeciso. Posso supor que a concisão permanecerá como um dos pontos fortes da escrita de Ambrose no futuro, mas ainda há muito pouco em que me basear.

Como sample foi ótima. Foi breve, me mostrou a que veio e me instigou a levar a leitura adiante. Ganha meu selo de aprovação.



Categorias: Review: Primeiras Páginas
Tags: , , , , ,

Lorde Worth

Caçador de Hobbies exóticos, leitor obsessivo e jogador compulsivo.

Adicione um comentário