Leitura séria Archives - Grifo Nosso

Leitura Séria: O Domínio da Vida

Publicado em by Dani Toste | em Review: Leitura Séria | 2 Comentários

O livro “O Domínio da Vida: Aborto, Eutanasia e Liberdades Individuais”, de Ronald Dworkin, foi certamente um dos melhores livros “sérios” que eu li na minha vida.

Descobri esse livro meio sem querer, procurando pela palavra “aborto” no Buscapé quando estava buscando alguns livros para a minha monografia, e no fim ele acabou facilitando MUITO o meu trabalho, não apenas porque ele tratava de algumas coisas que eu queria mencionar na monografia, mas principalmente porque ele me ajudou a ver de uma maneira extremamente clara a construção do meu próprio raciocínio acerca do tema.

O livro parte de uma idéia muito interessante, de que os argumentos sobre a relação entre o aborto e direito à vida se dividem em dois:  o primeiro, que ele chama de derivativo, pressupõe que o feto seja uma pessoa desde a concepção, com inter esses próprios e dignos de proteção; o segundo, que ele chama de independente, pressupõe que Continue lendo…

Leitura Séria: O caso dos exploradores de cavernas

Publicado em by Dani Toste | em Review: Leitura Séria | 6 Comentários

Vou começar esse post explicando a coluna nova: faz um tempo que eu estava pensando se devia escrever aqui no Grifo Nosso sobre livros que não sejam romances e que, de certa forma, eu leio mais para aprender ou pensar sobre alguma coisa do que para me divertir, até porque muitas vezes os livros “não-romances” que eu leio normalmente tem alguma relação com Direito, que talvez tivessem mais a ver com meu blog jurídico.

Ainda assim, resolvi escrever aqui, e resolvi fazer uma coluna específica para isso (chamada “leitura séria” em contraposição à “leitura divertida” que é o que os romances normalmente significam para mim), porque acho que, apesar das diferenças, livros são livros e esse é um blog sobre livros (ainda que o podcast seja específico para os romances). Então, ainda que essa coluna talvez não represente os interesses particulares de grande parte dos nosso leitores (ou representa?) espero que seja um lugar para sair da rotina e procurar alguma coisa diferente.

E, para começar essa coluna, resolvi falar de um livro que li ontem, em poucas horas, e que fiquei me perguntando porque ainda não tinha sido recomendada por NENHUM professor da faculdade, que é “O Caso dos Exploradores de Cavernas” de Lon L. Fuller (e que eu li na tradução de Plauto Faraco de Azevedo, publicada por Sergio Antonio Fabris Editor, na 10ª reimpressão de 1999).

O livro é super curto, são setenta e poucas páginas num livro de bolso com margens enormes e é, também, super fácil de entender, mesmo para quem não entende nada de direito. Aliás, Continue lendo…