Outras Mídias: O Leão, a Feiticeira e o Guarda Roupa

Escrito por: | em 03/01/2011 | Adicionar Comentário |

Faz um bom tempo que eu tinha assistido a versão Disney do clássico de C.S.Lewis, então, quando revi esse fim de semana fiquei com uma vontade louca de escrever um outras mídias sobre ele. Pensei seriamente se não devia esculhambar e fazer um post só, sobre as três adaptações da série, mas cheguei à conclusão de que é melhor dar um passo por vez.

OBRA ORIGINAL OBRA DERIVADA
Capa
Título As Crônicas de Nárnia: O Leão a Feiticeira e o Guarda Roupa
As Crônicas de Nárnia: O Leão a Feiticeira e o Guarda Roupa
Autor ou Diretor C.S.Lewis
Andrew Adamson
Editora ou Estúdio Martins Fontes
Disney
Tipo Livro Filme


Para manter a autenticidade da minha opinião, os dois primeiros parágrafos deste artigo serão escritos sem reler o livro, e os demais depois de dar uma relembrada na obra original.

Comecei a ler as Crônicas de Nárnia na ordem cronológica de Narnia, e tinha lido a pouco tempo “o Leão, a Feiticeira e o Guarda-Roupa” quando fui ao cinema assistir a versão cinematográfica. Me lembro de ter lido uma crítica ruim no Omelete e ter ficado com a pulga atrás da orelha, mas de sair do cinema absolutamente satisfeita: o filme era uma adaptação bastante fiel do livro que eu acabara de ler.

O problema central das críticas que o Omelete tem feito aos filmes da série, para mim, tem sido o fato de o autor (ou autores) das críticas não ser um fã dos livros. Isso quer dizer o seguinte: o filme é infantil SIM! porque o livro também é! Ele é pouco detalhista, cheio de lições de moral, fácil demais de absorver: todas essas características foram copiadas do livro para o filme, com algumas mais: ele é belo, mágico, inocente e, repito, infantil! Essas características são, na minha opinião, positivas, seja na obra original, seja na derivada.

Olhando o livro agora, antes de escrever o artigo, não posso senão reforçar a minha opinião original de que a adaptação foi bastante fiel e de que isso foi uma coisa positiva. Tanto a trama, quanto os personagens e até mesmo os diálogos foram bastante fieis à obra original, as poucas coisas que foram mudadas são detalhes pequenos e de pouca importância que de certa forma deixaram a história mais cinematográfica.

Minha única crítica ao filme é a atuação. Já vi muitas críticas aos quatro protagonistas, mas a única coisa que me incomada de verdade no filme é a atuação do Pedro nas cenas de luta/batalha, porque o garoto simplesmente não sabe segurar a espada de forma imponente, e acaba parecendo uma criança com um brinquedo na mão.

O que eu prefiro? Devo dizer que nesse caso em particular é muito difícil escolher, porque a beleza das duas obras é muito semelhante e a decisão acaba se resumindo a se eu prefiro ler um livro ou assistir um filme (embora a primeira opção pareça mais tentadora, acho que existe uma hora certa para cada coisa). Sendo assim, vou deixar esse post num empate técnico.

Conclusão: Se você leu o livro, e gostou, não vejo porque não gostaria do filme. Fora a atuação meio mais ou menos, o filme é absolutamente lindo e acho que criou muito bem o clima de mágia e beleza que o C.S.Lewis descreve no livro. Se você não leu o livro, apreciar o filme vai depender de se você gosta de filmes infantis.

Discordo absolutamente da opinião do Omelete de que o filme seja um “Senhor dos Anéis para crianças”, mas acho que para gostar do filme é preciso desligar um pouco aquela crítica adulta e tentar assistir o filme e perceber a história a partir do seu próprio ponto de vista, com um pouco mais de ingenuidade, para se preocupar menos com os detalhes e mais com a beleza e a mágia de Nárnia.

Sendo assim, vou deixar o filme com 4 grifos, descontando 1, porque faltou um pouco mais de atuação, principalmente do “Pedro” para o filme ser uma adaptação perfeita.



Categorias: Outras Mídias
Tags: , , , , , ,

Dani Toste

Advogada, jogadora de RPG, viciada em internet, amante de de livros, séries, música e filmes. Acha que o Lewis Carrol é um gênio, é obcecada pelos livros da Alice que considera os melhores do mundo.

13 Comentários sobre Outras Mídias: O Leão, a Feiticeira e o Guarda Roupa

Adicione um comentário