Criadores de Mundos: Agatha Christie

Escrito por: | em 27/08/2010 | Adicionar Comentário |

A primeira vez que na coluna Criadores de Mundo temos uma escritora, e não poderíamos estrear de maneira melhor: Agatha Christie é simplesmente a terceira autora com livros mais traduzidos, perdendo apenas para a Bíblia (este é invencível), e para o Shakespeare (mais um inglês que vende muito).

Neste ano, se estivesse viva, comemoraria 120 anos de vida, e 90 anos do primeiro livro lançado que foi em 1920, com o título de O Misterioso Caso de Styles. Este apresentou aos leitores o personagem mais conhecido dos livros dela, o investigador Hercule Poirot.

Os livros dela tinham uma fórmula, assim como a maioria dos autores: no início acontecia uma morte e o livro girava em torno disso. Sempre tinhamvários suspeitos, cada hora a suspeita caia sobre um, e no final era sempre alguém que ninguém imaginava.

Algumas curiosidades:

Agatha Christie era disléxica (seria ela uma meio-sangue?!), e apesar disso aprendeu a ler com 5 anos, e na verdade ela ditava os livros, não escrevia.

Ela é a única escritora do gênero que tem dois personagens principais igualmente famosos, Hercule Poirot , o detetive, e Miss Marple, que tinha como melhor característica para resolver os crimes a curiosidade. Dizem que Miss Marple foi baseada em uma Avó de Agatha.

Para que não pudessem explorar o personagem, Hercule Poirot morreu no livro Cai o Pano. O livro foi escrito na década de 40, mas lançado somente em 1975.

O primeiro livro dela esperou 5 anos para ser lançado, e foi rejeitado por seis editoras. E pensar que depois disso ela vendeu mais de 2 bilhões de livro.

Com o tempo ela ficou conhecida como “Rainha do Crime”, até que o Batman fez uma viagem para a Inglaterra.

Batman sempre a perseguiu.

Certa vez, ela ficou desaparecida por 12 dias, e o carro dela foi encontrado à beira de um lago, muito se falou que seria um seqüestro, ou que o marido dela a teria matado (ou teria ficado presa durante alguns dias em Arkham Asylum, onde poderia ter surgido idéias para vários livros). Mas em um hotel, um homem avistou uma mulher com a mesma descrição de Agatha, e os investigadores a encontraram.

Por que não a encontraram com o nome da reserva? Simples, ela deu entrada no hotel com o nome de Theresa Neele, que seria o apelido da amante do marido. Segundo ela foi um colapso nervoso que fez com que esquecesse quem era por um tempo. O engraçado é, assim que ela viu os investigadores se lembrou de tudo.

Ninguém sabe muito bem o que aconteceu e nunca saberá ao certo, pois ela morreu aos 85 anos por causas naturais (ou foi o Justiceiro), mas dizem que o livro “O Retrato” lançado com o pseudônimo de Mary Westmacott, no qual ela conta um pouco do que aconteceu neste episódio, mas isso são somente suposições.

Dizem que ela matou a família dele.

Dizem que ela matou a família dele.

Seguem algumas dicas de livros:

Encontro com a Morte, O Mistério dos Sete Relógios, A Aventura do Pudim de Natal, A Testemunha Ocular do Crime, Cipreste Triste e A Mansão Hollow.

Até a próxima.



Categorias: Criadores de Mundos
Tags: , , , , , , , ,

Thaís Priolli

Louca por distopias, sempre com uma teoria de "E se...". Não pretende morrer neste planeta.

7 Comentários sobre Criadores de Mundos: Agatha Christie

  1. Melissa

    Os livros da Agatha são meio repetitivos, mas são legais. Meu favorito é a autobiografia dela, que é simplesmente fantástica.

  2. Tiago Malta

    é sempre bom ver que a nação dislexa produziu grandes escritore,

    eu sendo mais no mundo com esse “negoço” doido, quem sabe tenho a chance de virar um escritor renomado, ou que pelo menos consiga pagar as contas com minha letra

  3. Pingback: Tweets that mention Grifo Nosso » Criadores de Mundo: Agatha Christie -- Topsy.com

  4. Paulo Rogério

    Muito bom Thaís.
    O que eu mais gosto nos livros da Agatha, é que ela consegue criar uma “atmosfera” tão envolvente de mistérios e intrigas que desperta a curiosidade de ler o livro até o fim. Na minha opinião, esse é um dom que todos os escritores deveriam ter.

  5. Pingback: Citando Agatha – Semana de 23 a 29.08.2010 « A Casa Torta

  6. Gustavo Domingues

    “Rainha do Crime”?! Caramba! Eles não podiam achar um pseudônimo melhorzinho pra essa mulher? Ela devia ser dislexa de tanto apanhar toda semana do homem-aranha e do demolidor.
    Mas imagina o coitado do digitador dela, se ela era como a maioria dos escritores, ele devia ir e voltar na história toda hora, gastando pilhas e pilhas de papel. Depois de 85 livros ela que desmatou as árvores do Reino Unido.

    Ótimo artigo.

  7. Vitor Hugo Drumond

    O mais legal nos livros da Agatha Cristie é o fato de ela sempre nos surpreender com seus finais [gloriosamente] bem elaborados. E eu confesso, sempre tentei, mas nunca consegui acertar quem era o assassino antes de chegar no final dos livros dela.

Adicione um comentário