Review: Orgulho e Preconceito

Escrito por: | em 06/06/2011 | Adicionar Comentário |

Orgulho e Preconceito é o sucessor do primeiro livro de sucesso da autora Jane Austen, Razão e Sensibilidade. Ele foi escrito em 1797, mas só foi lançado em 1813.

Capa do Livro "Orgulho e Preconceito"

Orgulho e Preconceito


A trama gira em torno de Elizabeth Bennet a segunda filha de 5 filhas do Sr. Bennet. No início do livro descobrimos que o Sr. Bingley, um jovem e rico nobre de Londres, mudou para a casa de Netherfield, próximo à fazenda dos Bennet, e a Sra. Bennet já faz planos para casar uma das filhas dela com ele. Ela está desesperada para casar as filhas, pois a fazenda só poderia ser herdada por um homem e como o Sr. Bennet não tem filhos, ela será deixada para um sobrinho de quem elas não gostam muito o Sr. Collins (que no meio do livro pede Elisabeth em casamento e ela não aceita).

No primeiro baile ocorre na cidade, o Sr. Bingley mostra uma preferência pela irmã mais velha de Elizabeth, Jane, que é a mulher mais boazinha do mundo, sempre olha para o lado bom de tudo, e também é tida como a mulher mais bonita das redondezas.

Neste mesmo baile temos o encontro de Elizabeth com o Sr. Darcy (ele é o melhor amigo do Sr. Bingley), e nesse primeiro encontro é criada a antipatia que ela tem por ele, por conta de um comentário que ela o ouviu dizer sobre ela. Na verdade ninguém gostou muito do Sr. Darcy, pois segundo todos que o conheceram, ele era muito orgulhoso.

Imagem da personagem Elizabeth Bennet no filme "Orgulho e Preconceito"

Elizabeth Swan… Bennet


Depois de várias armações da Sra. Bennet, Jane acaba ficando na casa do Sr. Bingley, quando o vai visitar e acaba com uma forte gripe, o que faz Elizabeth ficar preocupada com a irmã e ir até a casa do Sr. Bingley, o que a faz ter maior contato com o Sr. Darcy.

Com o passar do tempo Elizabeth percebe que o Sr Bingley está apaixonado pela irmã, mas percebe que a mesma não demonstra isso, apesar de sentir a mesma afeição por ele. Elizabeth conhece o Sr. Wickham,  um tenente do exército britânico que também não gosta do Sr. Darcy, e conta histórias que no final descobriremos não ser verdadeiras sobre ele. Depois de um baile o Sr. Bingley parte para Londres, e não volta, deixando Jane muito triste.

Depois de muitos encontros com o Sr. Darcy, Elizabeth descobre que ele que aconselhou o amigo a se afastar de Jane pois eles eram de classes sociais diferentes e ela parecia não demonstrar afeição por ele.

Mas o que Elizabeth não esperava é que o próprio Sr Darcy estivesse apaixonado por ela a tempos e estivesse lutando contra isso, que iria contra todas as crenças e orgulho dele, a ponto de não aguentar e pedir ela em casamento, o que ela respondeu com uma bela negativa. Depois disso ele escreve uma carta explicando todos os mal entendidos, dentre eles o motivo que fez ele afastar o Sr Bingley de sua irmã Jane, que eram dois, o primeiro pelo comportamento da família dela e o segundo pelo comportamento dela com ele, ele não achava que ela estivesse apaixonada por ele. A carta também explica a história contada pelo Sr. Wickham .

Imagem de Colin Firth como Sr. Darcy no filme "Orgulho e Preconceito"

Colin Firth como Sr. Darcy. Nessa época ele ainda não gaguejava.

No final do livro acontecem alguns imprevistos com uma das irmãs mais novas de Elizabeth, Lydia foge com o Sr. Wickham, o Sr Darcy ajuda a encontrá-la e paga o Sr. Wikham para casar com ela. Elizabeth descobre sobre o ocorrido, e os sentimentos dela em relação ao Sr Darcy começam a mudar.

O final é feliz para todos, Jane casa com o Sr Bingley e Elizabeth com o Sr Darcy.

Orgulho e Preconceito foi um livro que me surpreendeu, não esperava gostar tanto, escrito de uma maneira simples, o resulta em uma leitura agradável. O livro conta ainda com personagens cativantes, como o Sr. Bennet, que sempre é muito sarcástico com a mulher, e os dois personagens principais Elisabeth e Darcy, que de uma forma dão o título ao livro, orgulho da parte dele e o preconceito da parte dela.

Uma curiosidade é que o primeiro nome pensado para o livro foi Primeiras Impressões (Fist Impressions), mas como o primeiro sucesso de Jane Austen foi Razão e Sensibilidade (Sense and Sensibility) a Editora a forçou à colocar um nome parecido com o do seu grande sucesso anterior.



Categorias: Clássicos da Literatura, Review: Literatura
Tags: , , , , , ,

Thaís Priolli

Louca por distopias, sempre com uma teoria de "E se...". Não pretende morrer neste planeta.

4 Comentários sobre Review: Orgulho e Preconceito

  1. Melissa

    Esse livro é uma coisa querida mesmo. Acho que é difícil não gostar. Mas o que mais gosto é da caracterização da família Bennet.

  2. Nathália

    Então, esse sem sobre de duvidas é a melhor obra da Jane Austen.
    Boa a resenha…

  3. Pingback: Grifo Nosso » Outras Mídias: Orgulho e Preconceito

  4. Pingback: Livros: The Complete Stories of Sherlock Holmes e The Complete Novels of Jane Austen | Grifo Nosso

Adicione um comentário