Mangá: Cavaleiros do Zodíaco – Episódio G

Escrito por: | em 06/07/2011 | Adicionar Comentário |

Após eras élficas de espera, a Conrad lançou o volume 11 de Cavaleiros do Zodíaco – Episódio G.

Capa do Volume 11

A história de maior sucesso de Masami Kurumada, desenhada por Megumu Okada, se passa antes da Saga do Santuário, quando os Cavaleiros de Ouro lutam contra os Titãs e o ressurgimento do deus Cronos.

A história começa com Aiolos, Cavaleiro de Ouro de Sagitário, salvando Atena de ser morta pelo Grande Mestre. Achando que Aiolos era um traidor, Shura, Cavaleiro de Ouro de Capricórnio, acaba por matar Aiolos, que antes de morrer salva Atena. Aiolos morre como traidor, e seu irmão Aiolia passa a ser visto como traidor em potencial.

O mangá tem sua história centrada em Aiolia, Cavaleiro de Ouro de Leão, que para provar que não trairá o Santuário, não sabendo que Pontos e o Grande Mestre tem planos para torná-lo o assassino de um deus.

No Japão o mangá continua a ser lançado, e no site da Conrad diz que em 20/07/2011, sai o volume 12 da série.



Categorias: Mangás e Quadrinhos
Tags: , , , ,

10 Comentários sobre Mangá: Cavaleiros do Zodíaco – Episódio G

  1. Fernando Henrique

    “A história começa com Aiolia, Cavaleiro de Ouro de Sagitário, salvando Atena de ser morta pelo Grande Mestre. Achando que Aiolos era um traidor, Shura, Cavaleiro de Ouro de Capricórnio, acaba por marat Aiolos,”

    Juliana, “A história começa com Aiolos, Cavaleiro de Ouro de Sagitário, …” e lá no final seria “matar Aiolos,” ?

    Valeu pela nota, esse mangá é muito bom!

  2. Hatake Diogo

    É isso que ia falar, estranhei desde o momento que comecei a ler o texto a citação tão já ao Aiolia.

    Fora isso, o mangá é bem desenhado (pra c*r$lh#####!!!!!) e a história é interessante, pois é próximo (ao MEU ponto de vista) da saga de Perseu Jackson e os Olimpianos.

    Abraço

    PS: Vocês do Grifo vão no Anime Friends?

    • Dani Toste

      Diogo, respondo apenas por mim: não irei no Anime Friends, dependendo de como forem as coisas irei no RPGCon, no domingo.

  3. Gustavo Domingues

    Eu vou no RPGcon no sábado e provavelmente não irei no friends este ano, provavelmente irei no animecon(regras da casa, só um evento de anime por ano, e no ano passado já fui no friends)

  4. Juliana Morais

    Fernando e Diogo: desculpem o erro! Post devidamente corrigido!!

    Eu acho os desenhos deste mangá simplesmente lindos. O desenhista é extremamente detalhista. E também acho que a estória seja próxima do Percy Jackson. Mas o mangá é minha ‘versão’ preferida entre os dois.

    Sobre o Anime Friends, eu não poderei ir este ano, o que é uma pena (todo ano eu vou).

  5. João Uberti

    Se isso não for considerado um spam descarado, gostaria de convidar o pessoal do Grifo Nosso para dar uma passada nos estandes da Ars Mediaevalis e da Toca SP do Conselho Branco na RPGcon. Estarei revezando entre os dois estandes, e adoraria conversar sobre literatura fantástica e armamento medieval ;O)

  6. Lorde Worth

    Cavaleiros do Zodíaco G. Hm…G. Desde os tempos pré históricos em que comprei a primeira edição pergunto-me “mas por que (o inferno) G? Será esse o mesmo G do Agente G?”. É realmente um mangá muito bom (desde que 60% dos diálogos sejam devidamente pulados) e a versão brasileira é de altíssima qualidade (com páginas coloridas e plásticas no início). Conrad, Oh Conrad, nenhuma editora possui tanto compromisso com datas quanto você, Conrad (Sua vadia leprosa ), que transforma lançamentos bimestrais em bianuais.

  7. Pingback: Tudo News » Grifo Nosso

  8. Juliana Morais

    Lorde Worth: o G é de Gold, pois nesta saga aparecem apenas os Cavaleiros de Ouro.
    Sobre o compromisso da Conrad quanto a prazos e regularidade melhor nem comentar (tenho uma coleção pela metade que nem consta mais no site deles…)

  9. Lorde Worth

    Obrigado pelo esclarecimento, agora posso responder à todos que perguntam por que tenho uma coleção G na minha estante. Incrível como o desenho primordial na saga infelizmente faz que todos os personagens fiquem sete vezes mais andrógenos. Ao ver a notícia minha alma se alegrou com a esperança de ainda contemplar a edição 21 de Ragnarök, mas veio a dura realidade de que Lee Myung Jin abandonou o mangá. Pela primeira vez não posso culpar a Conrad pela falta do mangá.

Adicione um comentário