Capítulo 19 – Crepúsculo

Escrito por: | em 16/09/2011 | Adicionar Comentário |

O PODCAST:

Capítulo 19 - Crepúsculo
Play
Play

Baixe a versão zipada: Download

Nota: Este podcast contém Spoilers, inclusive dos outros livros da série.

O LIVRO:

Capa do Livro "Crepúsculo" de Stephenie Meyer
Título: Crepúsculo

Autor: Stephenie Meyer

“Crepúsculo” conta a história de Isabella Swan (Bella), uma garota aparentemente normal que se muda para a casa de seu pai, na cidadezinha de Forks, onde acaba se envolvendo romanticamente com Edward Cullen, um vampiro. Da descoberta de sua por Edward até o incidente que quase a mata, Bella narra sua própria história, detalhando os sentimentos, medos e inseguranças de sua nova vida em Forks.

A EQUIPE:

Comentários por: Danielle Toste, Eric Torres, Juliana Morais, Gustavo Domingues.

Convidado: Vinicius Domingues.

Edição por: Gustavo Domingues.

A AVALIAÇÃO:

AVALIAÇÃO Dani Eric Gustavo Juliana Vinicius Média
Trama 3,00 2,00 2,00 3,00 2,00 2,40
Personagens 3,00 2,00 1,00 3,00 3,00 2,40
Escrita 3,00 4,00 4,00 4,00 4,00 3,80
Leitura 4,00 3,00 4,00 4,00 4,00 3,80
Média 3,25 2,75 2,75 3,50 3,25 3,00

AS REFERÊNCIAS:

Trilha Sonora: Arrhythmia e Days, por Curious

PROXIMO EPISÓDIO:

O Capítulo 20 será sobre o livro: Ilha do Medo de Dennis Lehane.

Comentários, dúvidas, sugestões: contato [arroba] grifonosso.com




Categorias: Podcast
Tags: , , , , , ,

Dani Toste

Advogada, jogadora de RPG, viciada em internet, amante de de livros, séries, música e filmes. Acha que o Lewis Carrol é um gênio, é obcecada pelos livros da Alice que considera os melhores do mundo.

Loading Facebook Comments ...

41 Comentários sobre Capítulo 19 – Crepúsculo

  1. Kedraroth

    Vamos ver xDD Ouvindo =D

  2. meg

    oi!
    uma sugestão de leitura pros podcasts vindouros: a série Jogos Vorazes, de Suzanne Collins.

    continuem o bom trabalho!

  3. Hatake Diogo

    Bom dia,

    Vamos ouvir o que vocês falarão sobre a mistura de X-Men com vampiros….

    Abraço

  4. Issue

    Nuss, vamos ver no que dá.

  5. Issue

    x-men com vampiros. dear lord.

  6. Lorde Worth

    controle-se Worth!Não critique antes de ouvir. Tente… Droga, já foi. Bom, espero que falem muito mal do livro, ganhou só três grifos… Acho melhor ouvir e depois escrever um comentário mais extenso.

  7. AugustoLP

    Bom, acho que posso dizer que esse podcast foi a única coisa relacionada a Crepúsculo que conseguiu me divertir até hoje.
    Nem vou me dar ao luxo de comentar os livros, porque não li (e nem pretendo…), nem assisti a nenhum dos filmes…então não tenho uma opinião decente.

  8. Lorde Worth

    Disseram todas as críticas que pude pensar sobre crepúsculo. Ah, sim, Dani, se você gostou de Dexter como série, leia os livros, que são em primeira pessoa e onde o Dexter é muito mais sarcástico e mórbido.

    • Dani Toste

      Obrigada pela dica. Qual o nome do autor?

      • Lorde Worth

        Jeff Lindsay,o primeiro livro é Darkly Dreaming Dexter, acho que por aqui foi traduzido como Dexter- A mão esqueda de Deus (ou algo assim).

  9. Edmilson

    Li todos os livros, estou ouvindo o rapaduracast e etra logo em seguida o grifonosso. Vocês me insentivam a voltar a ler, e se eu tiver mais auto controle, terminar meus 2 livros e escrever um terceiro.

  10. Edmilson

    Eu achei a forma dela pensar interessante, livro parado, o livro que eu mais gosto são os dois ultimos, descobrir que ela é sadomasoquista foi algo realmente interessante kkkk, a Alice é apaixonante.

  11. Munir

    Crepusculo nunca foi tão divertido ahahah

  12. Cris Drovas

    Cast muito interessante, no final a Dani acabou “tolerando” a obra.

    E depois do comentário do Gustavo que o livro seria um “Mary Sue”, a obra se tornou MUITO ruim pra mim (Não achava boa, mas não achava ruim…um 3 no geral) Realmente a saga é uma babação de ovo nos órgãos sexuais de Stephenie Meyer.

    Enfim, ótimo cast e aguardo o próximo.

    Ps: Valeu por pronunciar o nome correto. \o

  13. Thiago Spegiorin

    Ótimo Cast, mesmo sendo de um livro chato. ahahhah

    Seguinte, fiquei curioso, como assim o Edward pode ser caracterizado com um homem ideal?
    Sério mesmo que mulheres, que tanto reclamam de homens que as querem para seu bel prazer, querem um maluco que fica de stalker falando o dia todo como você é isso e aquilo?

    Aliás, ele mente sim, ficar de mimimi pra uma garota tão sem sal daquele jeito é uma mentira muito mal contada…hahahaha.

    Bem, é isso. Continuem que está cada vez mais excelente.

    • Dani Toste

      Haha, acho que a parte do ideal não é exatamente o “stalker” mas de a vida girar em torno dela, de não pensar/olhar para outras mulheres, de ser lindo, inteligente, educado, e (porque não) rico.

      Particularmente também acho a parte da perseguição doentia inaceitável, mas vai dizer isso para as adolescentes malucas…

      • Thiago Spegiorin

        Isso não é meio irônico?

        Toda a idéia, transferindo-a para visão masculina, de uma mulher linda, rica, educada, que não o trairia, e que o mundo deve girar ao bel prazer dele não seria chamado, hoje, de machista? ahahhahahahahahha

        Ah, Dani, dizer algo coerente para adolescentes malucas é tão difícil quanto explicar para meu avô que comunistas não comiam criancinhas em rituais satânicos…=D

  14. Jagunço

    Eita… por onde é que eu começo? XD

    Ri demais aqui com o “hmmm… ela está menstruada!” hauhauahauaha…

    Fico tentando aceitar uma teoria da Dani de que “é apenas uma história romântica”, mas não consigo.

    Primeiro porque vejo mais autenticidade no amor de Uthred por Gisela (em Crônicas Saxônicas) do que nessa história. É sério.

    A ideia de um amor perfeito não é o problema. Não é porque se a literatura pode simular dragões e viagem no tempo, pode simular a perfeição altruísta. O problema é que Meyer usa os elementos da fantasia clássica de maneira desastrada (ser “original” no uso dessas coisas sempre corre esse risco)e preguiçosa. Pra completar, a autora constrói personagens MUITO chatos, unilaterais e cheio de conflitos tão pueris que qualquer adolescente com uma visão um pouco mais aberta das coisas vai rejeitar a ficção e o pacto que ela propõe – e rir muito com a coisa toda.

    Se vamos dividir livros entre os “para espertos” e os “para bobinhos” a conversa acaba aqui, claro. :P Mas, se livro é livro e merece uma leitura que compare ele com outras obras que tratam dos mesmos elementos e temas… Aaahh… Aí, a “Saga” é um vexame literário cujo sucesso só comprova a pouca leitura da meninada de hoje. Lembro de livros da Coleção Vagalume que são muito superiores! Aliás, o “chato” e romântico “Senhora”, de José de Alencar consegue ser mais divertido do que a leitura desse negócio! :)

    Pra variar as notas foram MUITO boazinhas. Vocês tem medo de dar um chute mais honesto (essa foi pra vocês, Gustavo e Eric)! Tenham vergonha! :D

    Abração, criaturas.

    • Dani Toste

      Sociologo malvado!!!

      1. Não li “Senhora”, mas “Luciola” foi o livro mais chato que já li na minha vida u.u desculpe mais prefiro vampiros adolescentes…

      2. Não vem colocar os “livros de machão” do Cornwell na comparação dos livros de menininha… Já falei, se o Cornwell tivesse escrito ia ter só sangue, bosta e mijo…

      3. Não parti da idéia de “livro para bobinhos” mas justamente da comparação com outros livros com os mesmos elementos e temas. Acho que o erro é comparar com livros de fantasia e não com romances. A Meyer está muito mais para Danielle Steel do que para Anne Rice.

      4. Eu não sou “boazinha”, tento ser sincera, tanto que fui apedrejada pelos fãs do Julio Verne…

      5. Quero ver você vir zoar o o meu sotaque na minha cara!!!!!!!! u.u depois apanha e não sabe porque.. Hunfs… =P *rs*

  15. Melissa

    4 na escrita? ai gente, achei um exagero, mas tudo bem. Vou ouvir o podcast.

    Gente, eu concordo com a Dani: pra que comparar Stephanie Meyer com Bernard Cornwell???? Sério, já entendemos que vocês meninos adoram o cara (até eu gosto) mas não faz sentido comparar. Que coisa. Parece uma obcessão.

    Se for pra ser justo, tem que comparar a Meyer com a Danielle Steel, Nora Roberts, Meg Cabot, por aí vaí… Eu já acho tosco compararem a mulher com a J.K.Rowling!

  16. Aléxis González

    Uma das piores coisas publicadas que já li… Tenta resgatar o ultrarromantismo do século XIX:

    Trata-se de um romance em que o protagonista é um típico herói romântico, sentimental e melancólico. A prosa é toda construída num clima de sonho e de delírio, ressaltando-se a dimensão fantástica tão cara aos byronianos. Como era próprio à arte romântica, os personagens dessa obra expressam a crença nos valores sociais, morais e religiosos, alicerces de uma cultura civilizada.

    Mas com todas as características da literatura fast food, ou seja, não terá nenhuma relevância daqui a alguns anos.

    Vocês aliviaram nas notas…

  17. William Duarte

    Excelente PodCast , já acompanho a algum tempo , sempre gostei das opiniões e discussões. Continuem assim!

    Só gostaria de fazer uma ressalva, em 19 podcasts , nenhum livro brasileiro. Não sou um daquele nacionalistas e tals, mas acho que a literatura nacional tem títulos bons para discussão.

    Abraços!

    • Dani Toste

      William, temos planos para falar sobre livros nacionais sim, agora mudamos um pouco o esquema de escolha dos livros então logo logo deve aparecer um livro nacional por ai.

      • Ivan

        Oba, livros nacionais, se aceitarem sugestões, o “polêmico” Dom Casmurro seria um bom começo, afinal Capitu, aquela cigana de olhos de ressaca, traiu ou não o doce e inocente Bentinho? :D Tem os contos também, A igreja do diabo e o Homem que falava javanês… Tem muita coisa legal, antiga e nova, cult ou pop, de Machado de Assis e Lima Barreto até Paulo Coelho e Eduardo Spohr.
        Boa sorte na escolha, agora vou ouvir este episódio torcendo para que vocês tenha parado de se atropelar uns aos outros. E se eu ficar muito contente ou muito irritado volto aqui pra comentar novamente :P

  18. Edmilson

    Vocês tem a intenção de ler Artemis Fowl? Eu li os 6 primeiros + o bônus Arquivo Artemis Fowl, vou ler o de 2010 assim que for traduzido mas já adianto que achei a série ótima, uma das melhores que já li, bem amarrada com seu lado infantil e seu lado adulto, nenhuma informação desnecessária e todos os livros se amarrando perfeitamente, realmente foram escritos para serem uma série até ai, o de 2010 é uma história a parte eu acho.

  19. Kedraroth

    Eu ri muito da piada do ponto de sangue e do rubor da saúde, só os ancilla entenderam hasuhasuhuashusahuahsuash

  20. Gustavo Domingues

    Vou só fazer um comentário sobre minhas notas: Acho que a nota de trama foi justa, pois a escritora planejou razoavelmente como amarrar todos o livros e subtramas,mas o resto é um lixo mesmo.
    Minha nota para personagens foi justa, porque são o pior aspecto do livro.
    Minha nota de escrita foi alta porque eu não considero apenas as escritas virtuosas (como Douglas Adams) boas, mas gosto de escritas “Limpas” e com muitos diálogos, sem falar que o livro traz boas transições de cenas e é muito bem descrito para um livro em primeira pessoa pois passa fielmente os pensamentos de bela, o que justifica minha nota para personagens mais uma vez.
    A leitura é fustigante e muito rápida, os personagens e trama fraca podem ser um empecilho, mas mesmo com tudo isso de ruim ela é muito embalada.
    Não acho que foi bonzinho nas notas, acho que fui justo dentro das minhas convicções.

  21. danillo

    só uma pergunta,
    um cara sem nenhuma densidade psicológica como ele, conseguiria fia com alguma menina ?

  22. Guilherme Encinas

    Sugestões: Jurassic Park; Harry Potter; Guia do Mochileiro das Galáxias 3,4,5; Isaac Asimov, Arthur Clarke, Carl Sagan, Coraline

    :)

  23. Wagner Lemes

    Muito bom esse podcast, super engraçado.

  24. Malu

    Eu sinceramente não gostei muito do livro, e do filme muito menos…
    A história é muito monótona e mais profunda que um PIRES, é quase um Malhação com vampiros, se tirasse o draminha e o ambiente cinzento ia ficar parecendo uma produção da Globo, arrrgh… :P
    “Você precisa me amar!”
    Kkkkkkk!!! me lembrou o Baby da Familia Dinossauro… xD
    Uma vez li em algum lugar sobre a Emily Browning que fez a Violet em Desventuras em Série era pra ter sido a Bella, mas recusou…
    Ela teria sido melhor pro papel? não sei, com a fama dela de atriz… :\
    UMA DÚVIDA: como um vampiro pode fazer sexo se não tem sangue QUENTE??? como “a pipa do vovó” consegue subir??? como???
    Adorei o podcast, só acho que 2 era merecido! ;)

  25. Malu

    AHHHhh, só agora eu descobri, a Dani estava com medo de fazer um podcast do Crepúsculo…
    Rsrsrs, o que fez você mudar de ideia?

    • Dani Toste

      Malu,

      Estava com receio, mas a lógica me fez mudar de idéia, tinhamos que escolher um livro sobre vampiros e no momento fazia sentido escolher “Crepúsculo” antes do fim dos filmes e porque ainda não tinhamos escolhido nenhum livro para o podcast que tinha mais potencial para não gostarmos do que o contrário.

  26. Ronaldo Cavalcante

    Hahahahahha… não acabei de ouvir ainda, mas estou adorando.
    Particularmente gostei muito da saga Crepúsculo, apesar de achar um pouco meloso demais. Partes da trama e dos personagens me agradam bastante.
    O engraçado é que vocês estão citando todas as partes toscas do livro/filme…. as partes engraçadas e bizarras que eu particularmente percebi tambem…. além de outras que estou descobrindo agora e rindo muito.
    Parabéns pelo trabalho.

  27. Danielly Wanessa

    Ola!!
    Que Podcast divertido, mas vocês escraxaram com Crepúsculo, poxa minha série “queridinha”. Na minha opinião e um romance romântico(principal) e a Meyer colocou esta estória de vampiros pra vender mais. Eu acho o que a autora quis mostrar mesmo foi o amor na sua forma mais sublime,sem tanta malícia entre pessoas diferentes(no caso vampiro e humana, que poderia ser pobre e rico…), e que juntos em nome do amor(poético,não??!!rsrsrsr) vencem os desafios e conflitos que tem viver este romance.Os personagens do livros,Edward e Bella, são bem mais divertidos no livro, no filme 1 ficaram muito sérios,muito dã!
    Eu li toda a série em 1 mês e a narrativa é muito boa, te envolve de um jeito que eu não conseguia parar de ler. A parte dos vampiros eu achei no minimo interessante brilhar no sol, foi diferente de tudo que li e assisti, vampiros água com açucar rsrsrsrsrrsrs
    Amei o Podcast!! BJOS!!!

  28. Evelin

    Ouvindo o podcast agora!

  29. D@nil.B

    Tudo isso de Grifos?! 1,00 já estaria bom demais! XD Nem li, mas só pela autora distorcer toda a mitologia vampiresca e lobisomesca já peguei alergia à estória… :P

  30. André Miola Bueno

    muita coisa foi relevada!!!
    2 pessoas defendendo, 3 detonando! bom balanço, pena não ter isso no cast nº25 =(

    eu só assisti(forçadamente) ao 1º filme e pelo visto não perdi nada do livro, bizarro! hehe…

  31. Sônia Patrycia

    Só achei infeliz quando um cara comenta que a Bella ou certas mulheres “pede p ser estuprada ou suas atitudes pedem por noção de perigo”, foi sério isso?? cara, c tem noção o quão machista foi isso? ¬¬

    • Gustavo Domingues

      O comentário que você está se referindo deve ser o meu, como faz tempo ouvi novamente, e aqui está a transcrição dele:”Não entendam isso errado, mas a Bella se coloca em situações de perigo em que parece que ela está querendo ser estuprada” o que é radicalmente diferente de “ela está pedindo para ser estuprada” ou “ela merece ser estuprada”. Eu devia ter dispensado esse comentário mesmo colocando o “não entendam isso errado”, porque certamente haveria alguém para interpretar equivocadamente o que eu disse.

Adicione um comentário