Notícias Subterrâneas: Semana 32

Escrito por: | em 12/05/2012 | Adicionar Comentário |

Pela primeira vez em semanas as Notícias Subterrâneas cumprem os cronogramas! Chegando com uma voadora invertida no queixo, a lista com os melhores (ou piores) lançamentos de ficção científica, fantasia e terror cobre a semana de 6 a 11 de Maio. Lorde Worth aterrissa graciosamente (como um elefante) e saúda a todos. Sejam bem-vindos! Ainda que menos exagerada do que a semana passada, esta semana foi palco de grandes lançamentos de terror, principalmente, então sem muita demora vamos a eles.

Com algumas novidades, agora não marcarei mais (*) e (^), optando por deixar links para o audible, kobo e kindle após o comentário sempre que possível (infelizmente não é o caso desta semana, nenhum dos livros da lista está disponível em um formato além do papel). E agradeço pelos comentários da semana passada!

Lançamentos Americanos

The Weird: A Compendium of Strange and Dark Stories (Jeff & Ann VanderMeer)

the weird

Ah, mais uma do casal VanderMeer. Para aqueles que ainda não conheciam os VanderMeers, são basicamente editores e autores de um subgênero de terror e fantasia, “The Weird”, além de fundadores do movimento “New Weird” e ativistas do Steampunk. Jeff VanderMeer é o mais brilhante da dupla (estou falando de fama, não talento) por sua série falando da cidade de Ambergris. Basicamente,  um conto do Weird é uma história de terror que invade fantasia e sci-fi à moda pulp (simplificando, é um Lovecraft). O New Weird é… bom, um subgênero com autores que “não são presos pelas convenções dos gêneros” e buscam criar “obras de fantasia mais complexas e que abismem o leitor” (pff…), ou seja, um clube de grandes autores sem gênero definido que são tarjados e englobados em um grupinho para conveniência dos fãs.

Independente do quanto eu não goste do New Weird (nada contra os autores, só contra as definições que os VanderMeer criaram), The Weird (a coletânea) entrou automaticamente para minha lista de compras de Natal. Esta bela capa oculta um livro de 1100 páginas englobando 110 contos de grandes autores do último século. E esses “grandes autores” não estão restritos a americanos ou ingleses. Há pelo menos 16 países representados na coletânea. Os autores inclusos vão desde os esperados (Lovecraft, Stephen King) até alguns que nunca se consideraram parte do “Weird” (Cortazar até onde posso intuir não gostaria muito disso) e alguns dos quais nunca ouvi falar (e nem a wikipedia, pelo visto). Para finalizar a introdução foi escrita por Moorcock e o encerramento por Miéville.

Que show de horrores! Mas é certamente o show de horrores de mais renome que veremos em um prazo de alguns anos. (escrevendo lista de Natal)

Killing Dreams (Myssah Lee & William L. Mcdowell)

killing dreams

Pelo título fica fácil prever mais um na linha “historinhas do Freddie”. Se de fato alguém morre nos sonhos, entretanto, isso não está na sinopse. Em 1885, Denver, um vereador é encontrado morto. O protagonista, Dr. Bill, é um cientista, marechal e professor universitário que agora trabalha como detetive e é contratado para, ao lado de sua esposa, esclarecer como a morte ocorreu. O livro mistura ficção histórica, thriller e aparentemente um pouco de sobrenatural para criar um cenário que não sei muito bem em qual desses gêneros encaixar.

Science-Fiction: The 101 Best Novels 1985-2010 (Damien Broderick & Paul di Filippo)

101 best novels

Mais uma obra completamente referencial. O título é auto-explicativo, trata-se de um índice da ficção científica dos últimos 25 anos. Acho que vale citar pela curiosidade, mesmo os mais atentos à ficção científica podem deixar alguma obra marcante passar ou desejar ler uma review que diga como um livro contribuiu para a evolução do sci-fi, enquanto os mais desatentos (eu) podem finalmente parar de pesquisar sobre por que infernos Wool é tão aclamado e conhecer algumas obras que faltem em sua lista de referências. Enfim, é um índice do sci-fi dos últimos 25 anos.

Lançamentos Ingleses

Hidden Empire, livro 4: Bringer of Light

bringer of light

Mais um livro de The Hidden Empire, uma série de livros bem conspiratórios. Hidden Empire é sobre (adivinhem?) teorias conspiratórias com aliens dominando a terra. Sem muito o que dizer, a história é bem simples, mas é impossível falar dela sem dar spoilers do primeiro livro. Basicamente, guerras civis, aliens disfarçados e guerra dos sexos.

The Shadowmage trilogy

shadowmage trilogy

Omnibus da semana! Adivinhem o nome da série? Shadowmage Trilogy? Na verdade é Twilight of Kerberos. Qual o sentido da capa? Talvez não ter Twilight no título.

A série Twilight of Kerberos é basicamente um épico de capa-espada. The Shadowmage Trilogy é um arco menor escrito por Matthew Sprange no mesmo universo, contem atualmente dois livros. Como é uma trilogia com dois livros? O terceiro está sendo lançado só no omnibus da trilogia, ou seja, no livro de que estamos falando.

Não encontrei tanta informação sobre a história da trilogia, então manterei isso no básico: é a história de um órfão (meio estilo Kvothe) que se torna um ladrão notório e passa a buscar controle sobre magias das sombras, capazes de torná-lo implacável como assassino, batedor e um ladrão maior ainda.

Capa-espada. Já sabem aonde esse enredo vai dar.

Estou Lendo

Doze Contos Peregrinos – Gabriel García Márquez

Acabei o Caçador de Apóstolos na metade da semana e só não comecei a ler Deus Máquina porque insistiram em me emprestar Doze Contos Peregrinos, já que cometi o erro de dizer que “realismo fantástico é só uma forma educada de dizer que você escreve fantasia”. Uma lição a todos: não parafraseiem Terry Pratchett, pode levar a livros emprestados e longas pesquisas sobre por que realismo fantástico é um subgênero distinto.

Até segunda devo acabar, é um livro de contos com 200 páginas. O que é realismo fantástico? Uma fantasia que ocorre em um lugar real e não tenta fazer o leitor estranhar em momento algum os elementos fantásticos (se bem que isso é uma constante de centenas de livros fora do subgênero), mas prefiro a definição de que é “fantasia escrita em espanhol”.

Sobre minha análise do Caçador de Apóstolos… aguardem um review completo até metade da semana, não quero gastar mais espaço aqui, falar de The Weird já foi suficiente. E realmente, com Deus Máquina já na pilha de livros, dizer “não, leio em dois meses” se torna algo muito difícil.

 

Obrigado a todos pela presença.

Deixem seus comentários, por favor (gosto de saber o que vocês pensam). A propósito fico imensamente feliz de ver uma discussão como a que ocorreu semana passada nos comments. Mesmo que não tenha sido sobre os lançamentos foi sobre algo que estou lendo, mais um passo rumo a meu objetivo de transformar os comments em um ponto de discussão ativo, um mini-fórum sobre lançamentos.

Até a próxima semana.

E vão em paz!

 

Menções Honrosas

titans risingprescribed lifefatal frostkingdomgray maneuversthe watchtower



Categorias: Notícias Subterrâneas
Tags: , , , , , , , , , , ,

Lorde Worth

Caçador de Hobbies exóticos, leitor obsessivo e jogador compulsivo.

14 Comentários sobre Notícias Subterrâneas: Semana 32

  1. Ronaldo Cavalcante (@RonaldoCav)

    Algo de muito ruim está para acontecer… Postagem na hora certa é um péssimo presságio!!!! ^^

    Ahhh… sempre me perguntei q diabos eram esses símbolos mas sempre me esqueçia de pergutar…. agora já era :/

    Chessuuuuis eu quase abandonei o site quando vi 1100 páginas de CONTOS ¬¬

    Cara, que barato esse Science-Fiction: The 101 Best Novels 1985-2010… um ótimo guia para se ter, ou melhor… um ótimo guia para vc olhar toda vez que for na sua livraria preferida (Eu não disse isso)

    Ei, Sr. Worth, tem Twilight no título sim.. bem pequenininho lá em cima… Adoro épicos capa-espada, o fator: ter q se tornar um melhor assassino só deixa o negócio melhor!! Pena que provalvelmente ele vai dessistir de algum assassinato ou se apaixonar loucamente por alguém que vai mudar suas atitudes… Te desafio, Universo, a não ser assim…

    Nossa! “Fantasia que ocorre em um lugar real e não tenta fazer o leitor estranhar em momento algum os elementos fantásticos” me pergunto se isso funciona realmente… Seria como em Azincourt? Como não estranhar algo q vc sabe que realmente não existe dentro de um contexto real?
    Isso não deve funcionar com os não fãs de Fantasia. Tudo fora do real pra eles É estranho…

    Esperando seu review, Sr. Worth…

    Ótima ideia essa do forum… sempre achei interessante o debate de um livro.

    • Guto Vissoci

      Transformar isso num pseudoforum é uma ótima idéia. E é difícil encontrar outras pessoas para conversar de literatura fantástica, ainda mais da estrangeira, que não foi (e provavelmente não será) publicada por aqui. Guerra dos Tronos mesmo, só consigo trocar uma idéia porque enfiei goela abaixo dos meus amigos, irmão e primos. Já os livros do Kvothe, ainda não consegui fazer o mesmo.

      Sou fã de romances capa/espada, uma aventura dessas sempre me é bem-vinda. Já anotei essa trilogia. Nesse estilo, alguém já leu “The Lies of Locke Lamora”? Uma história de golpe (a la Ocean’s Eleven) num mundo medieval/renascentista fantástico. Antecipadamente peço perdão se o livro ou sua continuação já foi mencionado numa coluna anterior; somente comecei a acompanhá-la a pouco.
      abraços!

      • Ronaldo Cavalcante (@RonaldoCav)

        Ahhh sempre que quiser falar do Kvothe pode falar por aqui, Guto kkkkkkkk Depois d’O Temor do Sábio então…

        Caraca, cara, The Lies of Locke Lamora parece ser muito bom… li a sinopse aqui e alguns comentários, inclusive a de George R. R. Martin… e já está na minha lista ^^

        éééééé… O Sr. Worth vai ter um orgasmo com essa Notícia sobre o Glen Cook….hehehehe

      • Lorde Worth

        Bem vindo novamente, Guto. Sempre que quiser discutir fantasia estrangeira estamos por aqui! Eu também já forcei meus amigos a jogarem ou lerem The Witcher só para ter com quem discutir os dilemas morais (“Vocês precisam conhecer isso!”) ahahaha.

        Minha reação ao nome “The Lies of Locke Lamora”: Meh.
        Minha reação ao ver a capa no google: putz, ESSE é o livro!

        Conheço pelo histórico do Scott Lynch. Como sou especialista em falar do que não li (sem nenhum escrúpulo XD) costumo me lembrar dos autores antes dos livros.
        Tem 700 páginas…
        Vou baixar um sample no kindle e ler futuramente (muitos samples! aaaaargh). Não deve demorar muito, na verdade. Valeu pela dica =)

  2. Renan MacSan

    Lorde Worth, ótima notícia para você que se diz Glen Cook’s bitch: Companhia Negra vai ser lançada aqui no Brasil pela Record!
    Todos Chora.

    Lançamento previsto para Julho. A capa tá bonita.
    Com tanta fantasia saindo assim, principalmente pela influência de Martin, dá até pra ter uma esperança pelo mercado brasileiro.

    • Guto Vissoci

      Putz… encomendei o meu em inglês essa semana…. que pena!

      • Renan MacSan

        Vê se ainda dá pra cancelar.
        Eu tinha encomendado o meu Game of Thrones em inglês e no dia seguinte vi a notícia de que a Leya traria para o Brasil, fui lá e cancelei a compra.

    • Lorde Worth

      [levantando os braços frente ao pôr do sol em slow motion]

      YEAH! Será que é o omnibus de 600 páginas ou o primeiro livro de 200 páginas? De qualquer forma comprarei para ficar com o resto da coleção!

      Todos comemora! Mais fantasia sombria no Brasil.
      Esperança pelo mercado brasileiro: mais 100 pontos. E a capa está linda.

      • Ronaldo Cavalcante (@RonaldoCav)

        A capa tá show mesmo!!! Adicionado a minha lista ^^

  3. Ronaldo Cavalcante (@RonaldoCav)

    Eeeeeei!!!! O Nome do vento está perdendo na enquete do 25º pod cast. VOTEM!!!!

  4. Guto Vissoci

    Bom, vou aproveitar o espaço para mudar completamente o assunto. Isso porque (i) sou um leitor bem eclético, (ii) acabei de ler dois dos mangás que mais me agradam atualmente e (iii) preciso falar para alguém como HIKARU NO GO e BAKUMAN me divertem!
    Não sei se vcs gostam do meio (sei que tem gente que torce o nariz para mangás) e sei que esses dois são nicho do nicho, porque trazem temas bem diferentes do padrão de lutinhas pelo qual mangás/animes são conhecidos. Logo, corro grande risco de manchar quaisquer reputação com essa indicações. Mesmo assim, e por razões que não sei explicar direito, devoro as edições desses dois assim que me chegam na mão.
    Bom HIKARU NO GO é a história de um moleque aprendendo a jogar Go, aquele jogo japonês com pedras brancas e pretas que ninguém entende direito. No começo até tem uma palhaçadinha de ele começar a se interessar porque passa a ser assombrado pelo espírito de um grade jogador de Go da era medieval japonesa (sério…), mas com o tempo passa a ser a história do garoto lutando para se tornar jogador profissional, as disputas no mundo de go, as dificuldades, as rivalidades…. Algum tempo atrás, era só mais um mangá que meio irmão me passava, que nem me interessava muito, mas que me dava grande satisfação ao chegar ao final da edição. Hoje, é um dos meus favoritos. Em grande parte, culpo a arte de Takeshi Obata (mesmo que desenhou Death Note, mais conhecido), que é animal para retratar o cotidiano.
    O outro, BAKUMAN, é a historia de dois colegiais que decidem se tornar mangakás (autores de mangá) profissionais, no mesmo molde do anterior, mostra os dilemas, as dificulades, o problemas com editores, as amizades e rivalidades com outros autores, e ainda foca em uma história romântica de um dos personagens principais. Tá, o romancezinho é o ponto fraco. O ponto forte é a visão no mundo editorial japonês, o processo de criação e, de novo, os desenhos sensacionais do Mestre Obata. É mais um que eu termino de ler e fico procurando porque eu gosto tanto. Não sei, só sei que curto demais!
    Bom, desculpem o comentário longo, mas achei melhor escrever enquanto ainda estou empolgado! abraço!

    PS: Numa menção honrosa, vou lembrar o tercero que li, BERSERK. Só menção honrosa porque se eu fosse falar tudo de bom dele, precisaria de mais vários parágrafos. Em suma: história de terror/aventura muito boa com desenhos … bom, estou sem palavras para descrever os desenhos (que ainda melhoraram demais do começo para agora).
    Agora sim, é o fim!

  5. Ronaldo Cavalcante (@RonaldoCav)

    Que legal…. nesse Hiraku no Go eles ensinam esse jogo??? Death Note é um dos animes mais interessantes e inteligentes que eu já vi!!!
    Atualmente acompanho o Fairy Tail e Cavaleiros do Zodíaco Episódio G (com desenho fantááástico) que é o padrão de lutas que vc citou hehehe…

    Mas assisti vários animes com hitórias do cotidiano que me emocionaram bastante, muito mesmo… animes como Angel Bits, Clannad e kaichou wa Maid-Sama…

    Berserk só conheço pelo anime… mas já dei uma olhada no mangá e o traço é muito bom…

    Desses q vc acompanha, Guto, vc tem impresso ou modo virtual? Se for virtual passa aí pra gente.. abraço!

    • Guto Vissoci

      Cara, acompanho impresso porque eu curto a coleção em casa. mas algumas coisas eu vejo virtualmente antes para decidir se vale a pena. Leio on line, em inglês, nesse site: http://migre.me/98x3D
      não é o mais completo que já vi, mas é o único ainda ativo.
      Acompanho o Fairy Tail tb, mas desses de lutinha acho mais bacana o One Piece. aliás, estão relançando esse desde o começo, vale a pena iniciar a coleção!

Adicione um comentário