Notícias Subterrâneas: O Bom, O Mau, Subterranean, Steampunk e Sci-fi

Escrito por: | em 31/03/2013 | Adicionar Comentário |

Para concluir o domingo pascal, eis nosso sacrossanto horário sendo cumprido: Notícias Subterrâneas, no ar. Com vocês, Lorde Worth (aplausos, por favor)  e aquela típica longa lista de livros lançados, relançados, atualizados ou compilados, nas duas semanas anteriores. Subam todos a bordo do Transubterrâneo e vejamos o que os Reinos Subterrâneos da literatura especulativa têm a oferecer desta vez!

 Necroscope

18~31/03

Começaremos com a Subterranean Press para fugir da rotina, afinal, eles lançaram três obras curiosas nas últimas semanas. Primeiramente, um standalone de Necroscope – Necroscope: The Mobius Murders – que não promete deixar a série mais simples para novos fãs (céus, por qual livro começo a ler isso?), mas trazer mais horror/weird típico da consagrada série de Brian Lumley. Fora isso, há duas antologias novas à espreita: o terceiro volume da coletânea de Jack Vance, intitulado Magic Highways, e The Best of Joe Haldeman.

The Best of Joe HaldemanMagic Highways: The Early Jack Vance

Temos mais duas antologias por perto, aliás. Com muito destaque chegam Queen Victoria’s Book of Spells: An Anthology of Gaslamp Fantasy **(editado por Ellen Datlow e Terri Windling) e seu nome auto-explicativo, ofuscando mais um Solaris Rising (editado por Whates Ian), que surge discreto ainda que com toda a qualidade esperada da Solaris.

Queen Victoria's Book of SpellsSolaris Rising 2

Aproveito para citar alguns livros infanto-juvenis agora. Clockwork Princess**^ (Cassandra Clare,autora de Instrumentos Mortais ) saiu no dia 19, completando a série Infernal Devices . E, para continuar com o bombardeio de sci-fi, cito também Bot Wars** (J.K. Kade). Os livros dessa vez têm nomes auto-explicativos demais, não?

Bot WarsClockwork Princess

Vou aproveitar para continuar falando do que saiu na linha de sci-fi, ok? Bom, Hellhole Awakening **^(Brian Herbert &Kevin J. Anderson) está por aí… e… parece legal…

Deixarei isso de lado porque Robert J. Sawyer lançou Red Planet Blues^. Nada mais a declarar.

Red Planet BluesHellhole Awakening

Mais Steampunk, porque ninguém parece se cansar disso (quase não falei de livros steampunk hoje, não?). The Good, the Bad and the Infernal **(Guy Adams) vem nos presentear com… mais steampunk no velho oeste. Em poucos anos a estética steampunk já terá sido drenada de todas as suas boas ideias aparentes. E, com um mortal carpado de costas, vou me afastar de steampunk para falar de comédia. Perdão, não é comédia, é um livro da Angry Robot (não levo nada da Angry Robot a sério),a sequência de Empire StateThe Age Atomic **^(Adam Christopher).
The Good the Bad and the Infernal The Age Atomic
Falar da Angry Robot é falar de exagero, e falar de exagero é quase falar de Weird. Com vocês: Goldenland Past Dark (Chandler Klang Smith). É o livro com a melhor sinopse da rodada:
“A hostile stranger is hunting Dr. Show’s ramshackle travelling circus across 1960s America. His target: the ringmaster himself. Struggling to elude the menace, Dr. Show scraps his ambitious itinerary, ticket sales plummet, and nothing but disaster looms. The troupe’s unravelling hopes fall on their latest and most promising recruit, Webern Bell, a sixteen-year-old stunted hunchback devoted obsessively to perfecting the surreal clown performances that come to him in his dreams. But as they travel through a landscape of abandoned amusement parks and rural ghost towns, Webern’s bizarre past starts to pursue him, as well. Along the way, we meet Nepenthe, the seductive Lizard Girl; Brunhilde, a shell-shocked bearded lady; Marzipan, a world-weary chimp; a cabal of drunken, backstabbing clowns; Webern’s uncanny sisters, witchy dogcatchers who speak only in rhymes; and his childhood friend, Wags, who may or may not be imaginary, and whose motives are far more sinister than they seem.”
Se estivesse disponível em e-book, seria o livro da semana que vem.
Goldenland Past Dark
Pretendo agora forçar um pouco (muito)  mais a coerência do post para pular de weird a fantasia normal (não é lá uma transição graciosa, mas…). Temos alguns livros de fantasia para esta rodada, mas nenhum deles me impressionou realmente. Será que estou ficando muito amargo com a quantidade de genéricos de cada semana? Será que preciso de mais chocolate na minha vida? Oh, céus, acho que só bombardearei meus leitores com nomes e deixarei por isso mesmo. Temos Quintessence*^(David Whalton), Black Feathers **^ (Joseph D’Lacey), Shattered Pillars **(Elizabeth Bear) e Angelopolis **^(Danielle Trussoni). Ora, perdão. Black Feathers parece sim bacana, só fiquei um pouco incomodado com o aparente foco ecológico do livro (não que eu não tenha preocupação com o meio ambiente, só que as críticas dizem que é um tema muito mais central do que a sinopse leva a crer, e conscientização facilmente prejudica enredos).
Black Feathers QuintessenceShattered Pillars Angelopolis
Por fim: Orson Scott Card. Não direi que é O melhor das últimas duas semanas, mas já que coloquei os livros da Subterranean no começo, preferi reservar algo de peso considerável para o final. Assim chegamos a The Gate Thief**^
The Gate Thief
Pois bem, concluímos aqui nossa jornada da semana…semanas? Esta nova periodicidade ainda está me confundindo. Enfim, fico por aqui.
Deixem seus comentários, o que estão lendo, opiniões sobre os lançamentos, insultos ou receitas culinárias. Como os veteranos das notícias bem sabem, sou um vampiro movido a comments (ha-ha).
Até a próxima e vão em paz.

 



Categorias: Notícias Subterrâneas

Lorde Worth

Caçador de Hobbies exóticos, leitor obsessivo e jogador compulsivo.

Adicione um comentário