Avalon, a ilha sagrada

Escrito por: | em 18/11/2009 | Adicionar Comentário |

Não faço a menor idéia de quantas versões existem da história do Rei Artur e os Cavaleiros da Távola Redonda, aliás, não poderia dizer nem mesmo quais foram as que eu já conheci, mas certamente a que me foi mais marcante foi a descrita na série “Brumas de Avalon”.

Ilustração - Brumas de Avalon

Admito que muito provavelmente o motivo de eu ter essa história como base e como critério de comparação com todas as outras versões seja o fato de ter sido a primeira com a qual eu tive contato, mas certamente a abordagem deste livro também contribuiu bastante para torná-lo marcante.

A grande diferença da história é o ponto de vista: não apenas é uma mulher que narra os acontecimentos, mas toda a trama tem um toque feminino. Não há aqui o calor das batalhas e outros interesses tipicamente masculinos, mas a sutileza e a graça feminina, o cuidado com os detalhes, com as palavras, com os sentimentos.

Sendo assim, enquanto esperamos a gravação do capítulo quatro do podcast, fica um trecho do livro para aquecer as idéias:

– Não chore – pediu Morgana, adiantando-se, e a moça recuou um pouco.

– Você é do povo encantado? Tem a marca azul na testa… – Levantou a mão e fez novamente o sinal da cruz. – Não – duvidou –, você não pode ser um demônio, pois não desapareceu quando fiz o sinal da cruz, tal como as irmãs dizem que qualquer demônio desaparece. Mas você é pequena e feia como a gente encantada… (…)

Morgana viu-se como devia parecer a Lancelote e à estranha donzela loura: pequena, morena, com o sinal azul bárbaro na testa, a roupa enlameada até os joelhos, os braços imodestamente desnudos, os pés imundos e o cabelo despenteado. Pequena e feia como a gente encantada. Morgana das Fadas. Assim a haviam chamado, desde a infância. Sentiu uma onda de raiva contra si mesma, de desprezo pelo seu corpo pequeno e moreno, seus membros seminus, a túnica enlameada. Arrancou a saia de cima da moita e vestiu-a, subitamente consciente de que tinha as pernas de fora, e colocou sobre ela a túnica suja. Por um momento, quando Lancelote a olhou, pensou que também ele devia considerá-la feia, bárbara e estranha. Aquela criatura delicada e dourada pertencia ao verdadeiro mundo dele.

(As Brumas de Avalon – A Senhora da Magia. Marion Zimmer Bradley)



Categorias: Diversos
Tags: ,

Dani Toste

Advogada, jogadora de RPG, viciada em internet, amante de de livros, séries, música e filmes. Acha que o Lewis Carrol é um gênio, é obcecada pelos livros da Alice que considera os melhores do mundo.

11 Comentários sobre Avalon, a ilha sagrada

  1. O Goblin

    Ótimo livro e estou aguardando ansioso o podcast sobre ele, mas não é sobre isso que vim aqui hoje.

    O feed de vocês esta enviando apenas a noticia resumida, então fica meu pedido para que coloquem para mostrar a noticia completa, pois para quem lê no celular e outros meios como eu é meio frustrante.

    E só para não perder o costume e massagear o ego de vocês um pouco, ótimo blog e podcast parabéns.

  2. Dani Toste

    Goblin,

    Eu já havia percebido esse problema, mas ainda não sei como resolver, porque nas opções do WP está configurado para mostrar o post inteiro, então não sei o que está causando o corte.

    De qualquer maneira, obrigada pelo comentário, e prometo que vou continuar tentando resolver o problema.

    Abraços

  3. Gustavo Domingues

    Já to vendo que vai ser um puxasaquismo da Dani sem igual neste próximo podcast.

    Aiai

  4. Silas

    salve Dani TOste…

    procurando meu um livro pra emprestar a um amigo, descobri no meio das minhas coisas algo que eu nem mesmo imaginava que existia…putz, eu tenho os filmes em VHS O.o
    pulei no sofá, liguei a gravadora e passei pra humildes dvds… *-* (confesso, não sabia nem pronde ia a estoria.)

  5. Dani Toste

    Poxa Silas, que inveja!!!

    Eu estou louca para assistir o filme e não encontro na locadora perto de casa =( muita tristeza.

    Depois mande um comentário dizendo o que achou do filme e se vale a pena eu me desdobrar para encontrá-lo.

  6. Silas

    aushasahushauhs
    infelizmente não tenho como te emprestar com essa distancia… mas é MUITO BOM! não sei se foi a estória que me prendeu… mas gostei muito… só que o filme é antigo então você já sabe… existe algumas coisinhas escrotas, mas nada que chegue a estragar o filme….

    vale a pena ver o flme!

  7. O Goblin

    Nada como fazer um upload do DVD no MegaUpload é claro que nao estou dizendo para fazer isso pois seria piratear o conteudo, estou só dizendo o que pode ser feito e tambem poderia até converter para RMVB que fica facinho upar. (Para aprender a converter só procurar no Google é muito facil)

    Agora sobre o Grifo Nosso: O feed ta perfeito, o site ta bonito, tudo bem feito e tal, mas e o podcast CADÊ??? Ouvi dizer que ja tinham gravado, mas onde ele se encontra???

  8. SilasTorres

    bom, subir o filme eu não posso, mas eu ja entrei em contato com algumas pessoas que podem hausaushaushaushaush
    o/

    assim que eu receber o link mando pra vocês, afinal, o filme é tão antigo que os produtores ja não ganham nada com eles ^^ (só com o nome e os direitos autorais) rsrsrsrsrs

  9. Dani Toste

    Pessoal, obrigada!

    Consegui encontrar o filme e já assisti. Até é interessante, mas tem várias distorções da historia.

    Goblin, O podcast deve sair em breve, mas estamos aguardando o Gustavo fazer a parte dele: editar.

  10. SilasTorres

    de qualquer forma, se alguém quiser baixar… segue o Link http://cine-anarquia.blogspot.com/2009/04/as-brumas-de-avalon-mists-of-avalon.html detalhe… é Torrent tá? =)

  11. manoel jr

    É realmente uma pena que vocês demorem tanto a produzir podcasts tão bons e divertidos. Até agora só ouvi A Senhora da Magia, mas adorei, e detalhe, crianças: tenho 40 anos.

Adicione um comentário