Review: Literatura

Review: Artemis Fowl – O menino prodígio do crime

Publicado em by Dani Toste | em Review: Literatura | 5 Comentários

Voltando a falar de literatura infanto-juvenil, resolvi falar de um livro que li por recomendação do meu colega de podcast Gustavo:

Capa do Livro "Artemis Fowl - O menino prodígio do crime de Eoin Colfer

Título: Artemis Fowl: O menino prodígio do crime | Autor: Eoin Colfer
Tradutor: Alves Calado | ISBN: 978-85-01-06088-4 | Páginas: 286
Edição: Rio de Janeiro: Galera Record, 2010

Artemis Fowl é o personagem que dá nome ao livro, um garoto de 12 anos com uma mente assustadoramente maquiavélica e um coração perigosamente frio, muito bem descrito com o “menino prodígio do crime” no título brasileiro. Continue lendo…

Review: O Dia do Curinga

Publicado em by Dani Toste | em Review: Literatura | 2 Comentários

Eu sei que eu vivo falando sobre Lewis Carrol e “Alice no país das maravilhas” e “Através do espelho” porque são meus livros favoritos e blá, blá, blá e talvez vocês até já estejam cansados da minha fascinação pessoal por literatura infanto-juvenil, então hoje resolvi falar de outro dos meus livros favoritos, mas que não é um clássico, nem é infanto-juvenil e nem sequer é o livro mais famoso do autor em questão.

Capa do livro "O dia do curinga" de Jostein Gaarder

Título: O dia do curinga | Autor: Jostein Gaarder
Tradutor: João Azenha Jr. | ISBN: 978-8571645400| Páginas: 378
Edição: São Paulo: Companhia das Letras, 1996.

Eu tenho meu “top 3” de livros favoritos bem definido, e até o momento não li nada que conseguisse desbancar “O dia do curiga” da segunda posição. Continue lendo…

Review: Dewey: Um gato entre livros

Publicado em by Thaís Priolli | em Review: Literatura | 2 Comentários

O livro Dewey: Um gato entre livros foi escrito pela antiga bibliotecária da cidade de Spencer, Vicky Myrion, que fica localizada no estado de Iowa nos Estados Unidos, com Brett Witter.

Comprei o livro sem grandes pretensões, li a contra capa e me pareceu uma história simples, bonita e real. Quando comecei a ler o livro a minha gata tinha sumido a duas semanas, então para mim se tornou um livro especial que conseguiu me ajudar a superar isso. Cheguei à rir e chorar durante a leitura (mais rir do que chorar) com as situações típicas de um gato. Continue lendo…

Review: O Mágico de Oz

Publicado em by Dani Toste | em Review: Literatura | 2 Comentários

Hoje vou fazer um review de um livro que eu queria ler há muito tempo, mas que tinha dificuldade de encontrar uma edição legal para comprar. Aliás, esse é o maior problema dos clássicos de domínio público, acabam gerando tantas opções de compra que fica difícil saber ao certo o que escolher para ter acesso ao conteúdo integral.

Capa do livro "O Mágico de Oz" de L.Frank Baum da Leya

Título: O Mágico de Oz | Autor: L. Frank Baum
Tradutor: Santiago Nazarian | ISBN: 978-85-8044-035-5 | Páginas: 189
Edição: São Paulo: Barba Negra: Leya, 2011

O Mágico de Oz é uma daquelas histórias que a maioria das pessoas conhece, ainda que superficialmente, mesmo sem nunca ter colocado os olhos no livro (assim como Peter Pan, ou Alice no país das maravilhas). Então Continue lendo…

Review: Fade – Desvanecer

Publicado em by Thaís Priolli | em Review: Literatura | 1 Comentário

Fade dá sequencia ao livro WAKE, da trilogia WAKE, escrito pela americana Lisa McMann.

Vale lembrar que esta Review contém Spoilers.

Iniciando a história: Continue lendo…

Review: Orgulho e Preconceito

Publicado em by Thaís Priolli | em Clássicos da Literatura, Review: Literatura | 4 Comentários

Orgulho e Preconceito é o sucessor do primeiro livro de sucesso da autora Jane Austen, Razão e Sensibilidade. Ele foi escrito em 1797, mas só foi lançado em 1813.

Capa do Livro "Orgulho e Preconceito"

Orgulho e Preconceito


A trama gira em torno de Elizabeth Bennet a segunda filha de 5 filhas do Sr. Bennet. No início do livro descobrimos que o Sr. Bingley, um jovem e rico nobre de Londres, mudou para a casa de Netherfield, próximo à fazenda dos Bennet, e a Sra. Bennet já faz planos para casar uma das filhas dela com ele. Ela está desesperada para casar as filhas, pois a fazenda só poderia ser herdada por um homem e como o Sr. Bennet não tem filhos, ela será deixada para um sobrinho de quem elas não gostam muito o Sr. Collins (que no meio do livro pede Elisabeth em casamento e ela não aceita) Continue lendo…

Review: Cães de Guerra

Publicado em by Eric Torres | em Review: Literatura | 2 Comentários

“Não diga besteira. Sou um especialista da guerra, sei onde arranjar os melhores homens e as melhores armas e como embarcá-los. Essas informações lhe custariam o dobro se tentasse obtê-las pessoalmente… o que de qualquer maneira lhe seria impossível, pois lhe faltam os contatos.”

Capa do Livro "Cães de Guerra" de  Frederick Forsyth

Dentro do tradicional estilo de Frederick Forsyth não é possível fugir da espionagem regada com sangue. Cães de Guerra segue esta linha de enredo, mas se distancia de certa maneira dos demais livros ao colocar mercenários no jogo de informações. Aqui o serviço é mais grosseiro, no entanto muito lucrativo, por isso o melhor é colocar homens cuja honra tenha um preço.

Estes homens são Continue lendo…

Review: O Admirável Mundo Novo

Publicado em by Eric Torres | em Review: Literatura | 3 Comentários

“Presentemente, e eis o progresso, os velhos trabalham, os velhos copulam, os velhos não têm um instante, um momento para fugir ao prazer, para se sentarem e pensar, ou se alguma vez, por um desastroso acaso, uma tal falha no tempo se escancarasse na substância sólida das suas distracções, há sempre o soma, o delicioso soma, meio grama para uma folga de meio dia, um grama para um fim-de-semana, dois gramas para uma viagem ao sumptuoso Oriente, três para uma sombría eternidade na Lua. E, ao voltarem, encontram-se no outro lado da falha, em segurança sobre o solo firme das distracções e do trabalho quotidiano, indo de cinema perceptível em cinema perceptível, de mulher pneumática em mulher pneumática (…)”

Capa do Livro "Admirável Mundo Novo"de Aldous Huxley

A citação acima já fornece algumas luzes do que vem a ser o admirável mundo novo. Mais preciso do que Nostradamus, Aldous Huxley criou uma ficção científica que não se fundamenta tanto no progresso tecnológico em si, mas nas implicações do desenvolvimento científico nas concepções morais e sociais do homem.

O livro traz uma Continue lendo…

Review: Wake – Despertar

Publicado em by Thaís Priolli | em Review: Literatura | 2 Comentários

O livro “Wake – Despertar” é o primeiro livro da trilogia também chamada WAKE da escritora Lisa McMann, composta por “Wake: Despertar“, “Fade: Desvanecer” e “Gone: Desaparecer“.

O primeiro livro começa nos apresentando a personagem principal da trilogia, Janie, uma garota de 17 anos que tem como costume ser sugada para sonhos de outras pessoas. Ela é realmente sugada, não tem uma opção.

Janie é filha de uma mãe solteira e alcóolatra, ambas vivem com Continue lendo…

Review: A Fúria dos Reis – As Crônicas de Gelo e Fogo II

Publicado em by Renan MacSan | em Review: Literatura | 7 Comentários

“A noite chega, e agora começa a minha vigia. Não terminará até a minha morte. Não tomarei esposa, não possuirei terras, não gerarei filhos. Não usarei coroas e não conquistarei glórias. Viverei e morrerei no meu posto. Sou a espada na escuridão. Sou o vigilante nas muralhas. Sou o fogo que arde contra o frio, a luz que traz consigo a alvorada, a trombeta que acorda os que dormem, o escudo que defende os reinos dos homens. Dou a minha vida e a minha honra à Patrulha da Noite, por esta noite e por todas as noites que estão para vir.”

Com diferença de apenas poucos meses entre os dois volumes, a editora Leya lança A Fúria dos Reis – As Crônicas de Gelo e Fogo – Livro Dois.

Seguindo os eventos passados, a Guerra dos Cinco Reis continua e se intensifica. Após a morte do rei Robert há agora cinco autoproclamados reis declarando posse sobre territórios específicos. Acompanhamos a história deles através dos olhos dos mesmos personagens apresentados anteriormente e com o acréscimo da visão de mais duas pessoas, Theon Greyjoy e Davos Seaworth. Continue lendo…